Terça-feira, 17 de Setembro de 2019

ARTIGOS
Quinta-feira, 06 de Junho de 2019, 17h:18

Claudio Morais

Qual o sentido da vida

Fonte:https://qualosignificado.com

Vamos falar sobre qual o sentido da vida. Afinal esse tipo de pergunta a gente costuma fazer quando está deprimido. Então fazemos esses tipos de questionamentos: de onde viemos? Para onde vamos?

Talvez você esteja aqui, porque ultimamente tem surgido essas indagações: “afinal qual é o sentido do meu viver, vale a pena lutar tanto, se daqui a pouco vamos morrer!”.

Tudo isto é um jeito de pensar muito típico das pessoas quando elas estão mal, deprimidos achando a vida sem graça, ou decepcionadas.

Em algum momento nos sentimos muito cansados, estafados isso é muito frequente no fim do ano, mas também em outras épocas.

É natural da vida em que a pessoa tenha esses sentimentos, com os dias sobrecarregados, mente pesada e principalmente muito triste. Dias assim levantam esses questionamentos qual é o sentido da vida?

Qual o sentido da vida: Sintomas de depressão

As pessoas se perguntam: “qual o sentido da minha vida?”. Questionamento que vai além de apenas saber qual o significado da palavra filosofia.

O que é fato é que essas perguntas levam aos sintomas de uma depressão, avaliar isso extremamente relevante. Cada vez mais as pessoas se perguntam: qual o sentido da minha vida? A verdade também é que nós temos competência para fazer tais perguntas, mas nem sempre temos a mesma competência para responder.

No fundo as respostas para essas questões esbarram com assuntos religiosos, convicções filosóficas ou meta físicas. Mas a grande verdade do meu ponto de vista, é que nós somos resultados de um grande mistério, qual o significado da vida pode ser um eterno questionamento. Ou seja, o que sustenta a nossa condição aqui na terra é uma enorme dúvida, um mar de incertezas pois não sabemos exatamente de onde viemos, para onde vamos.

Qual o sentido da vida, será que tudo isso que paira sobre nossa mente, seja justamente por não sabermos responder a todas essas questões?

Será que saímos da idade da pedra? Se sim, talvez não temos usado a nossa inteligência e formado a vida em sociedade, para tentar transformar a nossa

Vivemos em um grande desconforto por não termos essa certeza, as vezes perdemos até o estímulo produtivo, pois se não temos certeza de nada, porque seguir?

A evolução humana ajuda a responder qual o sentido da vida?

Uma coisa que nos ajudou a crescer e a evoluir, foi essa civilização que com todos os defeitos criou condições muito mais favoráveis, para a vida humana.

Há o fato de que nós somos filhos de uma criação, talvez da nossa mesma e que tudo isso derivou em boa parte dessa inquietação.

Uma ignorância que nos leva a ter consciência de que somos mortais, seres completamente diferentes dos outros animais mamíferos.

Isso nos leva a ver principalmente aqueles mais próximos a nós, como os cachorros, por exemplo, que vivem a vida com tranquilidade porque eles não têm a noção exata da sua condição.

Os animais irracionais não se preocupam com o fato de ser mortal, e o mais importante não fazem perguntas tão inquietantes, como nós fazemos.

Se o ser humano tivesse parado para analisar tudo isso, jamais teriam construído a vida em sociedade, permitido um avanço tecnológico.

Algo é certo em que o conhecimento que nós conseguimos, nos proporcionou um mar de oportunidades.

O homem que ajudou a entender qual o sentido da vida

Mais ou menos há uns 30 anos atrás, um jornalista e filósofo francês esteve no estado de são Paulo, onde fez uma conferência. Ele dizia uma frase que era manchete de um jornal, que também já desapareceu que era o jornal da tarde.

Ele dizia assim, que a vida não tem sentido nenhum, mas não é proibido dar lhe algum sentido! Mesmo que essa pergunta, qual o sentido da vida tente nos matar!

Penso que isso aqui é justamente o modo como eu penso, quer dizer o fato de não ter um sentido pré-determinado, definido, estabelecido da vida.

Isso aumenta a nossa liberdade individual, cria condições favoráveis para a gente poder construir uma vida e uma história de vida exatamente de acordo com as nossas convicções, com a nossa maneira de ser.

Dessa forma eu acho que o mais importante é a gente tomar esta liberdade como um grande privilégio, com isso montar um projeto de vida individual.

Além dos projetos práticos e concretos que são esses de natureza e de realização, dentro dos âmbitos das coisas materiais e concretas da vida, também existe um outro projeto, pra mim igualmente o mais importante.

Seria um crescimento pessoal, onde a gente aprende a lidar com a dificuldade, diante das adversidades, da contrariedade e inclusive diante da incerteza.

Esse pensar é exatamente na condição humana, que esse avanço psicológico que nos permitiria é ser criaturas mais serenas e tomar a vida com mais leveza

Tudo mesmo diante destas contrariedades todas, que definem a nossa existência e principalmente antes da ignorância que define o pilar principal da nossa condição, que é viver esse estado emocional um pouco mais sereno.

Pensando assim, vemos que aumenta muito a liberdade da gente poder construir uma história própria, peculiar e individual.

Qual o sentido da vida? O grande fato é que a resistência dessa incerteza, eu repito mais uma vez, que a gente não sabe responder essa pergunta.

Ao invés de ser motivo de uma depressão, que venha ser estimulante, tenha todas as condições para a liberdade individual, todas as condições que a gente pode inventar criativamente.

Sendo assim, coloquemos em prática esses conceitos e criemos nós mesmos respostas para essa questão, qual o sentido da vida.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370