Domingo, 22 de Setembro de 2019

BRASIL
Sexta-feira, 13 de Setembro de 2019, 15h:54

Cetremi

Ação da prefeitura leva serviços socioassistenciais para pessoas acolhidas no Cetremi

PMCG

A prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, promoveu nesta sexta-feira (13), no Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante, a ação “Construindo um elo de Harmonia”, cujo objetivo foi de proporcionar aos usuários da unidade, que além dos migrantes e imigrantes acolhe também a população em situação de rua da cidade, a oportunidade de realizar encaminhamentos e serviços no que se refere às políticas públicas de reinserção e autonomia do sujeito.

Durante toda a manhã foram oferecidos serviços socioassistenciais na área de saúde (medica e odontológica), coleta de material de exames (teste rápido) e vacinas, serviços de emissão de documentação, cadastro social (CadÚnico) e  orientação sobre beneficio, NIS, cadastro para vaga de emprego e encaminhamentos ao mercado de trabalho, saúde, esporte, lazer, entretenimento, orientação jurídica, oficinas de embelezamento,  cultura, direitos humanos e encaminhamentos às demais políticas públicas.

IMG_7652 (Copy)O prefeito Marquinhos Trad, que participou das atividades ao lado da vice-prefeita Adriane Lopes, aproveitou a ocasião para destacar o empenho dos funcionários que realizam o atendimento direto ao público assistido pelo Cetremi.

“Desejo que vocês tenham força e superação para que possam vencer e colher as vitórias pelo atendimento e dedicação que essa equipe tem com as pessoas que aqui chegam. Essas vitórias vocês podem não colher aqui na terra, mas certamente irão colher no Reino dos Céus”.

O representante da Comissão dos Direitos Humanos da OAB, Cleronio Nobrega, também falou do atendimento que hoje é oferecido no Cetremi.

“Esse é um trabalho invencível porque desde a época de Cristo existem moradores de rua e eles nunca vão deixar de existir, sendo assim, esse é um trabalho incansável e que jamais terminará. Porém, eu posso dizer que aqui em Campo Grande está o melhor atendimento feito ao morador em situação de rua. Tenho conhecimento de como funcionava e como funciona hoje, além de ter procurado saber do serviço em outros estados, o que me permite elogiar o trabalho e dizer que o nosso aqui é melhor. E, esse trabalho só é possível porque acima dessas pessoas que realizam esse atendimento nas ruas, existe uma instituição, um prefeito e secretários que os apoiam e que fazem acontecer”.

O defensor público-geral do Estado de Mato Grosso do Sul, Fábio Rogério Rombi da Silva fez coro às palavras do representante da OAB e elogiou a IMG_7621 (Copy)melhora nos serviços prestados no Cetremi.

“Faz parte do nosso papel muitas vezes ir até a porta do judiciário reclamando algumas vezes até em desfavor do Município mas, é um dever da nossa parte, por outro lado, reconhecer o quanto Campo Grande evoluiu num curto espaço de tempo, graças a uma nova visão do senhor prefeito e da senhora vice-prefeita e todo o seu corpo técnico, quem tem se doado principalmente na questão das pessoas que estão em situação de rua. Se ainda não é o ideal buscado pelos técnicos – que bem sabem que para atingir esse patamar naturalmente demandará de recursos e tempo – podemos dizer, com certeza, que melhorou e melhorou muito em relação ao que estava sendo oferecido. Então, por isso, é o nosso dever reconhecer todo esse trabalho”.

A ação, realizada pela Superintendência da Proteção Social Especial da SAS, contou com a parceria de órgãos estaduais, municipais e da iniciativa privada. De acordo com a superintendente Tereza Miglioli, a iniciativa está em consonância com as diversas demandas pertinentes ao atendimento, triagem e orientação do cotidiano deste público em comum, tendo em vista a vulnerabilidade social.

Para o titular da SAS, José Mário Antunes, todas as pessoas envolvidas no trabalho da Assistência Social de Campo Grande cumprem uma missão importante e, no caso do Cetremi, o trabalho que vem sendo realizado nos últimos três anos tem conseguido atingir o objetivo da pasta, que é o resgate da dignidade humana.

“A situação dessas pessoas que passam pelo Cetremi é momentânea e a prefeitura não tem poupado esforços para promover a reinserção desse público na sociedade. Muitos são os parceiros envolvidos neste trabalho e que vêm somar conosco nesta busca do resgate e reconstrução de vidas. A ação de hoje pretende levar ao conhecimento dessas pessoas os seus direitos que muitas vezes elas nem sabem que têm”.

 
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370