Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020

BRASIL
Segunda-feira, 16 de Março de 2020, 10h:21

“Mãos na Massa

Assistência Social inicia projeto voltado ao fortalecimento de vínculos usando alimentos do dia a dia

Participação, convivência social e direito de ser: esses são os três eixos estruturantes que norteiam o desenvolvimento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Para que este serviço atinja seus objetivos, a Superintendência da Proteção Social Básica – SPSB, por meio da Gerência da Rede de Proteção Social Básica – GRPSB, elaborou o projeto “Mãos na Massa”, desenvolvido no Centro de Referência de Assistência Social – CRAS e Centro de Convivência – CC.

O projeto estimula crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos, a desenvolverem sua autonomia, e ao mesmo tempo, criar vínculos familiares e comunitários. Com o tema ‘Alimentos’, os participantes aprenderam a origem dos alimentos, higiene e manipulação e riscos nos preparo dos mesmos. O aprendizado adquirido pelos jovens é repassado aos pais, e assim, cria-se uma corrente não somente de conhecimento, como de fortalecimento entre todos.

A vice-prefeita Adriane Lopes lembra que o projeto também incentiva os pequenos à alimentação correta.

WhatsApp-Image-2020-03-16-at-10.00.47-1-1.jpeg

 

“O despertar nas crianças, o gosto pelo aprendizado é o maior resultado. É um estímulo que elas levarão para dentro das próprias casas. Ver as crianças dizendo que serão chefs de cozinha, mostrou o envolvimento delas com o projeto”, diz

“Queremos contribuir para a dinamização e a efetivação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos voltado às crianças e adolescentes, das unidades da Rede de Proteção Social Básica, que são os CRAS e Centros de Convivência. Além de incentivar a participação deles na execução de um percurso socioeducativo”, complementa o secretário de Assistência Social José Mário Antunes.

Para isso, foram elaboradas atividades que promoveram os objetivos específicos de trabalhar com as crianças o tema em questão, no caso, a alimento.  Foram realizados quatro encontros. Os três primeiros para desenvolver os temas: “De onde vem os alimentos”, “A importância da higiene na manipulação dos alimentos” e “Alerta quanto aos riscos no preparo de alimentos” e o último para o fechamento e apresentação.

WhatsApp-Image-2020-03-16-at-10.00.41-1.jpeg

 

No primeiro encontro, os educadores junto ao técnico de referência pensaram em atividades que apresentem o percurso e para desenvolver o tema “De onde vêm os alimentos” trabalharam com as crianças de onde vêm as frutas, os legumes, as verduras, os laticínios, as carnes e etc., bem como a diferença entre o alimento in natura e os processados.

Já no segundo encontro, foram realizadas atividades que abordaram “A importância da higiene na manipulação dos alimentos” com a equipe de nutrição da SAS.

WhatsApp-Image-2020-03-16-at-10.00.42-1.jpeg

 

No terceiro, foi abordado, o “Alerta quanto aos riscos no preparo de alimentos” pontuando que cozinhar pode ser prazeroso, porém devemos tomar alguns cuidados com objetos afiados, fogo, altas temperaturas e etc.

No último encontro, que aconteceu na sexta-feira (13), as crianças junto aos educadores colocaram a mão na massa e prepararam uma receita de bolo pelado com recheio de salada de frutas, e encerram o percurso do projeto com uma apresentação cultural com a Dança das Frutinhas.

Para o mais novo da turma, o pequeno Yuri Rodrigues Camelo de 5 anos, a experiência foi divertida. “Minha parte favorita foi dançar. Aprendi que dá pra fazer várias coisas com a fruta: bolo, sorvete e etc.”, diz.

WhatsApp-Image-2020-03-16-at-10.00.43-1.jpeg

 

Para  superintendente de Proteção Social Básica, Inês Mougenot, o projeto que veio da necessidade atender o serviço de convivência, trabalhando principalmente com as crianças, trabalhando a questão da alimentação saudável, com a participação e desenvolvimento deles conseguiu alcançar resultados nas crianças, fazer com que elas estejam cada vez mais participativas e envolvidas com as atividades.

“O projeto veio contribuir com o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, voltado para crianças e adolescentes, abordando a questão da alimentação saudável, onde houve o envolvimento e participação de todos, alcançando o maior objetivo que é a convivência e o fortalecimento de vínculos entre as crianças e adolescentes, e entre os profissionais da unidades”, finaliza.

WhatsApp-Image-2020-03-16-at-10.00.43-2-1.jpeg

 

Convivência e Fortalecimento de Vínculos

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) realiza atendimentos em grupo. São atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas, dentre outras, de acordo com a idade dos usuários.

É uma forma de intervenção social planejada que cria situações desafiadoras, estimula e orienta os usuários na construção e reconstrução de suas histórias e vivências individuais, coletivas e familiares.

O serviço é ofertado no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) ou nos Centros de Convivência, para crianças, jovens e adultos; pessoas com deficiência; pessoas que sofreram violência, vítimas de trabalho infantil, jovens e crianças fora da escola, jovens que cumprem medidas socioeducativas, idosos sem amparo da família e da comunidade ou sem acesso a serviços sociais, além de outras pessoas inseridas no Cadastro Único, com o objetivo de fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva. O SCFV possui um caráter preventivo, pautado na defesa e afirmação de direitos e no desenvolvimento de capacidades dos usuários.

Para participar do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, o cidadão deve procurar o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) ou o Centro de Convivência mais próximo de sua residência.

CRONOGRAMA

GALERIA DE FOTOS

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370