Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019

BRASIL
Quarta-feira, 04 de Dezembro de 2019, 16h:09

Casamentos

Aumenta número de casamentos entre pessoas do mesmo sexo em MS

Pesquisa também aponta MS como segundo do País com maior taxa de divórcios

Correiodoestado

Número de casamentos registrados em Mato Grosso do Sul no ano passado aumentou 3,1%, na comparação com o ano anterior. Da mesma forma, o número de casamentos entre cônjuges do mesmo sexo também apresentou crescimento, com 42% uniões em 2018. É o que aponta dados do Registro Civil, divulgado nesta quarta-feira (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Conforme os dados, no ano passado foram registrados 17.169 casamentos no Estado, 519 a mais do que ano anterior. Deste total, 17.003 foram casamentos entre homens e mulheres, 110 entre duas mulheres e 56 entre dois homens. Em 2017, foram 44 uniões entre cônjuges masculinos e 73 entre cônjuges femininos.

Já o número de divórcios concedidos em primeira instância ou por escritura diminuiu 1,7%, sendo 5.891. Apesar da redução, Mato Grosso do Sul apresentou a 2ª maior taxa de divórcio do Brasil em 2018, caindo uma posição em relação a 2017, quando ocupava o primeiro lugar.

A taxa geral é obtida pela divisão do número de divórcios pelo número de habitantes, multiplicando-se o resultado por 1.000. Na pesquisa do IBGE, foram considerados os divórcios das pessoas de 20 anos ou mais de idade concedidos em 1ª instância ou realizados por escrituras extrajudiciais, exclusive a população de menos de 20 anos de idade e sem declaração de idade.

Na avaliação dos divórcios judiciais, a maior proporção das dissoluções se deu para famílias constituídas somente com filhos menores de idade (42,86%), seguido de famílias sem filhos (34,41%), família com filhos apenas maiores de idade (14,30%) e filhos maiores e menores (7,11%).

Nos divórcios judiciais cuja sentença consta a guarda compartilhada dos filhos, índice passou de 22,62% para 21,06%.

NASCIMENTOS E MORTES

Pesquisa aponta ainda que, em 2018, 44.160 pessoas nasceram vivas em Mato Grosso do Sul, o que representa queda de -1,2% no comparativo com 2017. O número de nascidos vivos do sexo masculino foi maior que o número de nascidos do sexo feminino.

Com relação à idade da mãe na data do parto, a faixa etária com maior número de nascimentos ocorreu entre 20 e 29 anos de idade, com cerca 48,5% dos nascimentos registrados em 2018.

Os meses de março e maio apresentaram o maior número de registros de nascimento em 2018, respectivamente.

Já com relação aos óbitos, foram 16.286, sendo 15.026 mortes naturais e 1.212 mortes violentas. Em 2017, foram registrados 15.669 óbitos, sendo 14.338 mortes naturais e 1.318 mortes violentas.

Quase 83% das mortes violentas registradas em MS ocorreram com pessoas do sexo masculino. Dentre essas mortes de natureza violenta ocorrida com pessoas do sexo masculino, o grupo etário de 20 a 24 anos foi o que registrou os maiores números.

As estatísticas do Registro Civil referem-se aos registros  de nascidos vivos, casamentos, óbitos e óbitos fetais, informados pelos Cartórios de Registro Civil de Pessoas Naturais, e de divórcios, declarados pelas Varas de Família, Foros ou Varas Cíveis e os Tabelionatos de Notas, que, por força da Lei nº 11.441, de 04.01.2007, passaram a realizar escrituras de divórcios consensuais que não envolvessem filhos menores ou incapazes

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370