Sábado, 17 de Agosto de 2019

BRASIL
Quarta-feira, 24 de Abril de 2019, 18h:00

Meningite

Com capacitação profissional, SES ajuda a reduzir casos de meningite com diagnóstico precoce

Luciana Brazil

 Causada pela inflamação das membranas que envolvem o sistema nervoso central do cérebro, a meningite é uma doença grave e que pode ser fatal, se não houver tratamento. A causa mais comum é na forma de infecção, seja por por vírus- a mais frequente-, bactérias ou fungos. Outras formas de agravo também podem dar origem à doença, como o câncer. Em Mato Grosso do Sul, no ano passado, foram registrados 126 casos de meningite, contra 196 em 2017; uma queda de aproximadamente 36% no número de pessoas com a doença.

O número de óbitos por decorrência da meningite também tem diminuído no Estado, graças ao trabalho de capacitação de profissionais que estão na linha de frente do diagnóstico. Em 2018 e 2017 foram notificados 16 óbitos, contra 24 e 23 vítimas fatais acometidas em 2016 e 2015, respectivamente.

Reduzir o número de mortes está diretamente relacionado com o diagnóstico precoce da meningite, conforme explicou a gerente técnica de Doenças Preveníveis da SES, Jaqueline Miranda Fonseca: “Realizamos frequentemente a capacitação de profissionais da saúde pública, entre enfermeiros, técnicos e médicos que se interessam pelo assunto. Esse tipo de trabalho ajuda no diagnóstico precoce e, com certeza, impacta na redução dos óbitos. Se temos um diagnóstico correto, podemos tratar a doença precocemente”.  

Segundo Jaqueline, a SES pretende realizar ainda nesse ano duas capacitações no interior do Estado: Ponta Porã e Dourados. “Em março fizemos uma capacitação, com um infectologista, direcionada para os profissionais da rede pública. Participaram mais de 30 pessoas. Sempre tentamos trazer pessoas do Ministério da Saúde que possam dar essa capacitação”.

A meningite é considerada uma doença endêmica no Brasil e, apesar de todo trabalho de prevenção, ainda são esperados novos casos ao longo do ano de 2019, conforme Jaqueline. Nesse ano, o Estado já registrou dois pacientes com a doença.

Dia Mundial de Combate à Meningite

Nessa quarta-feira (24.04) celebramos no mundo inteiro o Dia de Combate à Meningite. Entre os sintomas mais comuns estão febre alta de início súbito, dor de cabeça, rigidez no pescoço, mal estar, náusea e vomito, intolerância à luz e confusão mental.  Com o passar do tempo, sintomas mais graves podem surgir como convulsão, delírios, tremores e comas.

A prevenção é feita por meio da imunização, a vacina que é disponibilizada e oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS).  A vacina Meningocócica conjugada C – Pneumococica 10 valente e a Pentavalente fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370