Sexta-feira, 19 de Julho de 2019

BRASIL
Sexta-feira, 17 de Maio de 2019, 15h:45

JBS

Ministra do Supremo derruba sigilo telefônico de ex-diretor da JBS

Cármen Lúcia permitiu acesso ao celular do ex-diretor jurídico da JBS, Francisco de Assis e Silva

Daiany Albuquerque

A ministra Cármen Lúcia do STF (Supremo Tribunal Federal) derrubou o sigilo telefônico do ex-diretor jurídico da JBS, Francisco de Assis e Silva. A decisão derrubou uma liminar, que foi dada por ela mesma. O despacho ocorreu na quinta-feira (16).

O pedido para ter acesso ao celular de Francisco de Assis foi feito pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento). Por este motivo, tanto a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) quanto a defesa do ex-direto, entraram com habeas corpus contra o requerimento da Câmara dos Deputados.

A primeira decisão de Cármen foi proferida na terça-feira (14), entretanto, após ser favorável ao habeas corpus, a OAB desistiu da ação e pediu a extinção dela. Com isso, a ministra do STF reviu sua decisão, segundo informações da Revista Consultor Jurídico.

“Note-se que não tem guarida jurídica o pleito formulado pelos advogados no sentido do prosseguimento da ação. Foi ela impetrada por advogado que assinou sozinho a petição, logo a sustentação da representação da entidade impetrante dá-se pela sua atuação. Apresentada a desistência impõe-se o seu deferimento, cabendo às partes a avaliação dos resultados jurídicos para o paciente”, afirmou a ministra, ao presidente da CPI, deputado federal Vanderlei Macris (PSDB-SP).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370