Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021

BRASIL
Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2021, 11h:12

Brasil

Secretário de saúde de Rolim de Moura (RO) trata Covid-19 em MS e elogia atendimento médico

Governo MS

O tratamento de pacientes de Rondônia com Covid-19 em Mato Grosso do Sul tem recebido elogios. Nesta semana, o secretário municipal de saúde de Rolim de Moura, Roberto Hidequi Fuji enviou mensagem de agradecimento aos profissionais de saúde do Hospital Regional de Campo Grande (HRMS). Ele ficou internado na unidade por duas semanas.

Roberto gravou um vídeo para falar do tratamento recebido no hospital estadual de Mato Grosso do Sul. Na mensagem, ele comenta o companheirismo da equipe de saúde, diz que o serviço oferecido é espetacular e afirma que a ajuda humanitária oferecida pelo Governo de Mato Grosso do Sul para outros estados brasileiros é de grande valia.

"Passei duas semanas em Campo Grande: a primeira semana na UTI; a segunda já no leito de enfermeira. Não precisei ser intubado. Sempre de forma muito bem atendida pelos profissionais de Campo Grande que estão de parabéns", falou ele, já em casa, no município de Rolim de Moura.

Com 57 anos de idade, Roberto foi transferido para atendimento no HRMS no início de fevereiro depois de apresentar dificuldades para respirar por causa da Covid-19. Ele tem hipertensão e diabetes e conseguiu uma vaga de UTI em Campo Grande após ajuda humanitária oferecida pelo Governo de Mato Grosso do Sul.

Pacientes de Rondônia

Desde que o governador Reinaldo Azambuja ofereceu ajuda para Rondônia, que enfrenta superlotação de hospitais, 14 pessoas foram enviadas para atendimento médico em Mato Grosso do Sul. Desse total, três receberam alta e já retornaram aos municípios de origem. 

Além do secretário de saúde de Rolim de Moura, as outras duas pessoas curadas da Covid-19 em MS são um homem de 36 anos e uma mulher de 37 anos.

Três pacientes não resistiram às complicações da doença e acabaram morrendo: dois homens de 38 e 66 anos; e uma mulher de 63 anos.

Outras seis pessoas seguem internadas no HRMS: dois homens, de 60 e 61 anos; e quatro mulheres, de 83, 67, 63 e 34 anos.

Uma paciente de 62 anos chegou a ser internada no hospital estadual em Campo Grande, mas foi transferida para a cidade de Toledo (PR) a pedido da família. Outra de 67 anos segue internada no Hospital Auxiliadora de Três Lagoas.

Além dos 14 pacientes que estão ou passaram por Mato Grosso do Sul, outros três tiveram vagas solicitadas, mas não chegaram a vir para o Estado.

Agradecimento de RO a MS

No início deste mês, o governador de Rondônia, Marcos Rocha, gravou um vídeo agradecendo o governador Reinaldo Azambuja e o secretário Geraldo Resende (Saúde) pela cedência de leitos de UTI aos pacientes de seu estado. Ele também reconheceu a disponibilidade de uma aeronave do Corpo de Bombeiros para fazer o transporte das pessoas em estado grave de Covid-19.

"Estou aqui neste momento para agradecer ao governador Reinaldo Azambuja por ceder leitos de UTI, bem como a aeronave para transportar os pacientes de Rondônia para Mato Grosso do Sul. Estou muito grato ao senhor e toda sua equipe", afirmou Marcos Rocha.

Marcos Rocha lembrou que Rondônia prestou ajuda aos pacientes do Amazonas e agora está recebendo o devido apoio do Governo de Mato Grosso do Sul. "Esta união de esforços que vai nos fazer vencer esta pandemia", completou ele.

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o Governo do Estado teve a sensibilidade de estender a mão aos Estados que precisam de ajuda. "Fizemos isso para podermos salvar vidas como dos pacientes de Rondônia, daqueles que precisam de leitos de UTIs, já que o sistema de saúde de Rondônia colapsou naquela ocasião", falou.

Bruno Chaves, Subcom, e Rodson Lima, SES
Foto: Reprodução

Fonte: Governo MS
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370