Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2019

BRASIL
Quarta-feira, 19 de Junho de 2019, 17h:44

Preso

Suspeito de matar pecuarista e estuprar filha em MS é preso 6 anos após o crime

Criminosos atearam fogo em vítimas ainda vivas

Dayene Paz

Anderson de Jesus Andrade, 31 anos, foi preso seis anos depois do assassinato do pecuarista Oscar Serrou Camy, de 78 anos e a filha, Marta Serrou Camy, de 44 anos. O crime aconteceu em junho de 2013 na cidade de Pedro Gomes – a 296 km de Campo Grande. Ele foi preso durante uma abordagem no estado de São Paulo, no último dia 27 de maio, já que contra ele já havia mandado de prisão em aberto.

Anderson cometeu o crime com outros dois suspeitos, um adolescente que chegou a ser apreendido na época, e outro rapaz, que até hoje não foi localizado. O trio invadiu a fazenda, agrediu o pecuarista até que ele perdesse os sentidos e depois estuprou a filha de Oscar, Marta Serrou. A mulher foi esganada e ainda com vida, foi colocada do lado do pai, que também estava vivo, porém desmaiado. Os dois tiveram os corpos incendiados.

Conforme o site Edição MS, o delegado José Roberto de Oliveira Junior foi um dos responsáveis pela investigação. Ele lembrou que existia uma cobrança muito grande da população para a elucidação do crime. Durante as investigações, a polícia chegou até o adolescente.

A prisão de Anderson chegou a ser decretada, mas ele não foi encontrado, pois era andarilho, o que dificultava a localização. Agora, depois da localização do suspeito em SP, a polícia pode chegar ao terceiro autor, que ainda não foi identificado.

O crime

 

Foi por meio do líder de um assentamento, que os autores ficaram sabendo que o pecuarista precisava de mão de obra. Já na casa da família, após serem servidos com tereré, um dos suspeitos foi até os fundos e pegou uma barra de ferro, pedindo para o adolescente se afastar, pois iriam matar o velho.

Oscar ouviu a conversa e se trancou em um quarto, enquanto Marta correu para os fundos da residência. O suspeito ficou batendo na porta para arrombar e o outro ficou segurando a mulher. Ao conseguir entrar no quarto, Oscar foi derrubado no chão e pediu que o autor pedia para que adolescente chutasse, sempre exigindo dinheiro.

Diante da afirmação do pecuarista, de que não tinha dinheiro, ele foi agredido com golpe na cabeça, mas continuava vivo. Desesperada, do lado de fora da casa, Marta implorava que não matassem seu pai. Em seguida, o adolescente e outro suspeito começaram revirar a casa em busca de dinheiro.

A mulher foi levada para dentro da casa e começou a ser agredida e estuprada por dois homens, que em seguida chamaram o adolescente para participar da tortura. De acordo com o adolescente, ele também estuprou a vítima, que estava com um pano na boca para não gritar.

Depois do adolescente, a dupla voltou a estuprar Marta, até que Robson tampou a boca e o nariz da vítima, para que ela desmaiasse. Com isso, a mulher foi levada para o quarto onde o pai estava ferido. Apesar de tudo, ambos continuavam vivos. Entretanto, o trio demonstrou que não tinha limite para maldade, colocaram um colchão em cima do pai e da filha, jogaram álcool e atearam fogo.

Após detido, o adolescente alegou que o crime foi cometido para roubar. Eles levaram da casa R$ 930,00, um revólver, bicicleta e pertences pessoais das vítimas.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370