Sexta-feira, 19 de Julho de 2019

COLUNISTAS
Quinta-feira, 02 de Maio de 2019, 08h:49

Bosco Martins

Blog do Bosco

Prática, concisa é a resenha diária de Bosco Martins. Em poucos minutos você já sai de casa sabendo o que há de importante.

02 Mai 2019

Venezuela se torna guerra terceirizada de EUA e Rússia

A ampliação do envolvimento russo na Venezuela acirrou a tensão nos EUA. Cada vez mais agressiva em suas intervenções nos países vizinhos, o avanço de Moscou preocupa a Casa Branca e traz de volta os tempos da guerra fria. A crise em Caracas começa a ser percebida como uma guerra terceirizada entre os dois países. Os chanceleres de Rússia e Estados Unidos conversaram por telefone, ontem, para debater a questão venezuelana. De acordo com a agência oficial de Moscou, a Tass, Sergey Lavrov bateu de frente com Mike Pompeo: “A intervenção de Washington nas questões internas de um Estado soberano e ameaças a seu governo representa uma das piores violações do direito internacional”, disse. “Se continuarem os passos agressivos, as consequências serão drásticas.” Pompeo não cedeu. “Preferimos uma transição pacífica de governo, com Maduro deixando o poder e novas eleições ocorrendo. Mas o presidente deixou claro que, se preciso, fará o necessário.” A ameaça militar persiste à mesa. (Politico)

Francisco Toro, cientista político venezuelano: “O que sabemos ao certo é que, conforme o Estado venezuelano enfraquece, a disputa por poder em Caracas se torna mais e mais uma guerra indireta entre potências estrangeiras. A oposição conta com EUA, Colômbia e Brasil, enquanto o regime depende de Rússia, Cuba, Irã e Turquia. Mesmo que o regime entre em colapso e a oposição assuma o comando, terá de lidar com uma proliferação de grupos armados: paramilitares ligados ao atual governo, guerrilheiros colombianos, gangues de rua pesadamente armadas, soldados russos, espiões cubanos. E vai lidar com eles num ambiente de desastre econômico difícil para o mais capaz dos governos.” (Washington Post)

Já são dois os mortos durante os protestos do Primeiro de Maio venezuelano. A casa do líder oposicionista Leopoldo López foi invadida e roubada por agentes da Sebin, Serviço Bolivariano de Inteligência. Em sua segunda aparição pública desde o estouro do levante, o presidente Nicolás Maduro acusou o presidente da Assembleia Nacional Juan Guaidó de querer iniciar uma guerra civil. De sua parte, Guaidó acusou o regime de aumento da repressão e convocou novos protestos diários. (G1)

As críticas de que o MEC estaria perseguindo ideologicamente universidades fez com que o novo ministro da Educação fosse além. Estendeu o corte de 30% a todas as instituições de ensino federais. O ministro Abraham Weintraub foi às redes afirmar que um universitário custa em média R$ 30 mil contra R$ 3 mil de uma vaga em creche. Não explicou a origem da estatística. Mas reforçou a guerra ideológica: “perguntar sobre tolerância ou pluralidade aos reitores de esquerda faz tanto sentido quanto pedir sugestões sobre doces a diabéticos”. (G1)

O investimento em educação no Brasil caiu 56% nos últimos quatro anos. (UOL)

Então… O diário britânico The Guardian publicou editorial a respeito da guerra aberta pelo governo contra os cursos de humanidades. “Sociologia e filosofia são temas que parecem, a seus inimigos, formar gente sem condição de emprego, fluente em sofismo e subversão”, afirmam os editores. “Autoritários desejam uma sociedade rígida na qual só há espaço para uns poucos filósofos. Eles precisam compreender a humanidade e a sociedade, mas o resto das pessoas devem saber seu lugar. Outros compreendem a filosofia e o pensamento como uma ameaça à pretensão de autoridade e uma ferramenta para uma sociedade mais justa.” (Guardian)

O presidente Jair Bolsonaro concedeu ao escritor Olavo de Carvalho o mais alto grau da Ordem de Rio Branco, condecoração dada pelo governo do Brasil para “distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa”. (Folha)

CULTURA

O São João de Caruaru terá 31 dias de festa este ano. Em 2019 a ideia é descentralizar o evento com a implantação de novos polos nas comunidades de Lages e Itaúna, totalizando 12 na zona rural. Outra novidade é a ativação do Monte Bom Jesus, que contará com música instrumental – com noites dedicadas à sanfona, pífano, viola e jazz. No total serão 31 dias de festa, em 24 polos, começando no dia 18 de maio com o São João da Roça, em Itaúna, e terminando no dia 14 de julho com a realização do Xerém com Galinha na Vila do Rafael.  Confira a programação completa do São João 2019 de Caruaru. Serão cinco nomes homenageados este ano.

Entre eles está o mestre do pífano, Sebastião Biano, que completa 100 anos no dia 23 de junho, véspera do dia de São João. Na década de 70, o som da Banda de Pífanos foi apresentado a Gilberto Gil, que usou a composição instrumental Pipoca Moderna, de Sebastião, para o álbum Expresso 2222. No canal da TV Cultura, vale assistir um especial com o mestre: ele fala de momentos importantes de sua trajetória musical. Já Marlene do Forró, autêntica artista caruaruense que mostra sua força no forró de raiz, também será homenageada. Sinta o clima.

“Samba, agoniza mas não morre/ Alguém sempre te socorre/ antes do suspiro verdadeiro”, entoou Nelson Sargento na despedida de Beth Carvalho. A cantora foi enterrada ontem na sede do Botafogo, onde artistas, políticos, familiares e amigos deram adeus à Madrinha do samba. Zeca Pagodinho teve dificuldade para encontrar palavras. “Era a madrinha para todo mundo. Ela botou muita gente lá em cima. Eu costumo brincar que eu era só um compositor, mas virei o Zeca Pagodinho por causa dela. Meu negócio era compor, ela me colocou para cantar ‘Camarão que dorme a onda leva’”, disse Zeca. Jorge Aragão, Chico Alves, Rogério Caetano, Carlinhos 7 Cordas, Zeca da Cuíca, Tia Surica, Monarco, Xande de Pilares, Diogo Nogueira, Carlinhos de Jesus, Gabriel Cavalcanti, Zélia Duncan e Teresa Cristina também participaram da cerimônia. (O Globo).

No sábado, um especial com curiosidades sobre a vida e a obra da cantora. Veja algumas imagens da sua carreira.

O autor de Dom CasmurroMemórias Póstumas de Brás Cubas e O Alienista era negro. No Twitter, o jornalista Tiago Rogero escreveu: “Embora mais da metade da nossa população seja negra, milhões de jovens brasileiros passam todo o período escolar— e, por vezes, a vida — sem saber que um dos maiores (se não o maior) escritores do país, Machado de Assis, era como eles: negro”.

Pois bem. A Faculdade Zumbi dos Palmares e a agência Grey lançaram a campanha Machado de Assis Real. uma “errata histórica feita para impedir que o racismo na literatura seja perpetuado e para encorajar novos escritores negros”. (O Globo)

VIVER

Galeria: Venezuela. Veja a seleção de imagens da Reuters, no dia 30 de abril, em Caracas. A primeira foto, capturada por Ueslei Marcelino, exibe um manifestante de oposição a Maduro, ferido, em frente a um ônibus em chamas, enquanto segura uma pedra.

Galeria: sucessão imperial no Japão. O novo imperador Naruhito subiu ao trono ontem, depois que seu pai Akihito, 85 anos, abdicou na noite de terça-feira e se tornou imperador emérito. Veja as fotos selecionadas pela AP. Foi a primeira abdicação do Japão em dois séculos. A nação celebrou a sucessão imperial, motivada pela aposentadoria em vez da morte. Muitos ficaram do lado de fora do palácio para relembrar a época de Akihito; outros se juntaram aos eventos da meia-noite quando a transição ocorreu. Naruhito prometeu imitar seu pai na busca pela paz e aproximação do povo. Ele recebeu a regalia imperial de uma espada sagrada e uma jóia como prova de sua sucessão. A caminho do palácio, abaixou a janela do carro, sorriu e acenou para as pessoas que gritavam na calçada.

COTIDIANO DIGITAL

A cara do Facebook vai mudar — e bastante. Os apps para iPhone e Android terão transformação rápida, o site nos próximos meses. Segundo o anúncio feito ontem na conferência anual F8, não é pequena a diferença: a linha do tempo vai ter menos proeminência enquanto o conteúdo de grupos aparecerá mais, assim como eventos próximos a você. Outra novidade, ao menos para o Brasil: chegará por aqui a ferramenta crush secreto. Qualquer um poderá montar uma lista com pessoas por quem têm interesse mais particular. Quando uma destas pessoas também o põe na lista — dá match. É a resposta do Facebook ao Tinder, a rede ajudando o deus do desejo, afeto e amor erótico, Cupido.

Diga-se… Também o Instagram mudará. A interface da câmera fica mais fácil e um recurso para conteúdos além de fotos e vídeos surgirá, com foco no Stories. Para criar quizzes, por exemplo. São mais recursos para influenciadores digitais. Ou nem tanto. Há um teste da cara do app, já rodando no Canadá, que faz com que os likes desapareçam. É para tirar o foco da competição.

Para a maioria das empresas, o custo seria extraordinário. Para a Apple, nem tanto: US$ 4,5 bilhões, no máximo 4,7 bi, é o quanto a companhia pagará à Qualcomm como indenização por violação de copyright. Foi uma batalha de dois anos. A fabricante de chips afirmava que alguns modelos de iPhones usavam tecnologia patenteada para aumentar a velocidade de downloads. iPhones chegaram a ser proibidos na China e na Alemanha por um tempo, além de ameaçados por um juiz americano. O CEO da Apple, Tim Cook, esticaria a briga por mais tempo. Não deu: a Intel jogou a toalha no negócio dos modems. Assim, se a Apple quiser ter um iPhone 5G no ano que vem, só poderia comprar as peças necessárias da Qualcomm. Foi um acordo duro. A Qualcomm queria US$ 7 bi. O primeiro iPhone 5G deve sair já para 2020, quando as primeiras cidades começarem a oferecer redes compatíveis.

Aliás… A Califórnia estava para aprovar uma lei que dá a todo consumidor o direito de consertar equipamentos de tecnologia. Muitas empresas — a Apple puxa o bonde — afirmam que abrir aparelhos viola a garantia. Assim, conseguem bloquear acesso a sua tecnologia e cobrar caro pelo serviço. Quando o Nebraska quase passou uma lei assim, há dois anos, a Apple pressionou: afirmou que o estado se tornaria o paraíso de hackers, atraindo atividades ilegais. Um lobista conseguiu barrar a intenção na Califórnia. Seu argumento foi outro. Manejando errado smartphones, consumidores disparariam uma série de acidentes incluindo explosões de baterias. Mas a pressão nos EUA aumenta e estas leis começarão a passar brevemente.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370