Sábado, 17 de Agosto de 2019

COLUNISTAS
Terça-feira, 23 de Abril de 2019, 09h:01

Wilson Aquino

Caminho para uma vida melhor

Jesus Cristo é mesmo incrível. Na sua grande e infinita sabedoria, Nos ensina como devemos fazer para vivermos melhor, com mais alegria, segurança e felicidade plena e duradoura.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Ele pede. E garante. Entretanto, por conta do livre arbítrio de cada um, se não “irmos” a Ele, não tem como obtermos o privilégio da Sua companhia e, consequentemente, das Suas grandes bênçãos. E o mais importante: deixamos de obter a capacidade de abrirmos mente, coração e espírito, por intermédio dos quais poderíamos então vislumbrar e viver toda grandiosidade e beleza da vida.

Felizes aqueles que, mais cedo ou mais tarde, entendem que o Senhor é, de fato, “... o caminho, e a verdade e a vida” e que, como Ele mesmo diz: “ninguém vem ao Pai, senão por mim”. Portanto, não tem como perdermos tempo e ficarmos anos e anos “batendo cabeça” tentando fazer tudo com nossas próprias forças e entendimento. Ele é o caminho seguro e alegre para trilharmos esta vida com êxito e sairmos, no final, vitoriosos. Testemunhos não faltam, ao longo de toda história da humanidade, de que isso tudo é a mais pura verdade.

Todo e qualquer indivíduo que resolve trilhar esse caminho com o Senhor, passa, “automaticamente” a ser uma pessoa melhor, mais segura, mais confiante e perseverante na execução das suas obras e ações. Passa a entender melhor as coisas e sente um profundo desejo de ajudar o próximo, aqueles que estão desesperados, aflitos e perdidos na vida. Passam a ser pessoas mais felizes, otimistas e alegres. E isso não é tudo, pois o Senhor promete muito mais àqueles que O seguem.

O Salvador ensinou-nos muitas coisas por intermédio de histórias ou parábolas, como a do bom samaritano, que nos dá uma grande lição de que devemos ajudar os necessitados, sejam eles nossos amigos ou não.

Ele espera que alimentemos os famintos, abriguemos os que não têm teto e vistamos os pobres. Afinal, todos nós, absolutamente todos nós, somos seus filhos, e especiais aos seus olhos. Interessante que quando fazemos isso para com o próximo, quando estendemos as mãos com a ajuda aos que necessitam, no final, quem mais ganha somos nós, que nos sentimos realizados, por termos feito tão boas ações. Esse sentimento se justifica também no Senhor, pois a caridade é o puro amor de Cristo.

Quando as pessoas atravessam por grandes problemas é comum pensarem que são as que mais sofrem. Entretanto isso não é verdade, pois mesmo com os nossos pesados fardos arrumamos tempo e disposição para a caridade, aprendemos que existem pessoas que passam por problemas muito, mas muito maiores que os nossos. Tanto é verdade que nos faz sentir “privilegiados” com os nossos próprios problemas. A comparação nos mostra o quanto agigantamos nossa “cruz”.

É por isso que sempre devemos elevar as mãos aos céus e agradecer diariamente ao Senhor pela vida que levamos, por mais difíceis que sejam as coisas que tenhamos que enfrentar. Analisem, por exemplo, os problemas que enfrentamos, no geral, no Brasil. Por mais graves que sejam, no coletivo, não temos problemas de guerra, terremotos, enchentes e outras calamidades que arrasam cidades inteiras (exceções de Brumadinho e Mariana).

Como parte da educação infantil, todos pais deveriam levar seus filhos aos orfanatos e asilos para aprenderem desde cedo a importância da caridade e do amor ao próximo. Os adultos também seriam enormemente beneficiados com ações dessa natureza, em visitas inclusive aos hospitais e abrigos de dependentes químicos e de outras necessidades. Nesses locais, poderiam conhecer e tentar animar pessoas que carregam de fato, fardos pesadíssimos.

Não importa o quão ocupados somos, pois sempre, absolutamente sempre, é possível fazermos um pouco mais pelo nosso próximo. Ações simples, como uma gentileza no trânsito, quando paramos para um pedestre atravessar uma rua, ou mesmo para que um outro veículo que não está na preferencial, passe à nossa frente, podem ser executadas com mais frequência, pois nos dão alegria e despertam em ambos um profundo sentimento de que a vida pode sim ser muito melhor.

E quando entendemos também que a vida não termina aqui, pois é eterna, e que nosso propósito na Terra é fazermos o nosso melhor, procurando aprender e nos fortalecer com os obstáculos que nos são impostos ao longo da caminhada, ganhamos confiança, força, disposição e alegria por fazermos parte da beleza desse grandioso Plano de Deus.

*Jornalista, Professor e membro de

A Igreja de Jesus Cristo

wilsonaquino2012@gmail.com

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370