Câncer
14.11.2017 | 16h48 - Atualizado em 14.11.2017 | 13h38
Tamanho do texto A- A+

Pessoas com câncer e renais crônicos vão poder pagar a tarifa social de água em Campo Grande

Pessoas com câncer e renais crônicos vão poder contar com o benefício da tarifa social no pagamento da fatura de água e esgoto em Campo Grande. É o que determina lei publicada nesta terça-feira (14), no Diário Oficial do município (Diogrande).


Segundo a concessionário responsável pelo fornecimento de água e pela coleta e tratamento de esgoto na cidade, a tarifa social já é concedida a famílias de baixa renda da cidade e assegura um desconto de 50% no valor das contas dos beneficiados.

Para que a pessoa com câncer ou o renal crônico obtenha o benefício, a lei estipula que ele deverá ser proprietário de um único imóvel em Campo Grande e que deverá ser destinado exclusivamente a sua moradia, deverá ter renda familiar de no máximo dois salários mínimos e utilizar até 20 metros cúbicos de água por mês.

A lei, que ainda deverá ser regulamentada pelo município em um prazo de 60 dias, prevê que para obter o benefício, o cidadão deverá fazer um requerimento a concessionária munido de laudo médico, com o Código Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID), devidamente assinado e carimbado pelo médico responsável; comprovante de renda familiar, as três últimas faturas de água e esgoto e certidão que comprove que possui apenas um único imóvel.

O benefício será concedido por um prazo de 12 meses e após esse período ele deverá fazer um recadastramento para continuar com o desconto. A lei estipula que perderão direito a tarifa social os usuários que ficarem inadimplentes com o pagamento da fatura, os que fraudarem os serviços e os que ultrapassarem o consumo de 20 metros cúbicos de água por mês.

A lei estipula ainda que caso a concessionária não aceite o requerimento ou os documentos apresentados pelo usuário para pedir o benefício da tarifa social, a empresa deverá encaminhar o pleito à Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Município, para que em última instância o órgão analise e decida sobre o caso.

Fonte: G1

Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para Governador de MS?

André Puccinelli (PMDB)

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon de Oliveira (PDT)

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados