06.12.2017 | 09h24 - Atualizado em 06.12.2017 | 09h25
Tamanho do texto A- A+

Reinaldo Azambuja e governadores do Brasil Central fazem última reunião do bloco em 2017

Começou agora pouco em Brasília (DF) o último encontro do ano do Consórcio dos Governadores do Brasil Central – composto pelos representantes dos executivos estaduais Reinaldo Azambuja (Mato Grosso do Sul), Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal), Marconi Perillo (Goiás), Pedro Taques (Mato Grosso), Confúcio Moura (Rondônia), Marcelo Miranda (Tocantins) e Flávio Dino (Maranhão). No pré-encontro, na noite de terça-feira (5.12), participou como convidado o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

.

 

Desde às 9h desta quarta-feira (6.12), horário de Brasília, os governadores se reúnem para tratar de pautas comuns ao desenvolvimento dos estados. Entre as questões a serem definidas na reunião está a escolha do novo presidente do bloco, criado em 2015 e presidido há dois anos pelo governador Marconi Perillo. Haverá ainda tratativas sobre planejamento estratégico e projetos prioritários; PPA; orçamento e regimento interno; e convalidação de benefícios fiscais.

À tarde, a partir das 14h30, os governadores irão conhecer as instalações do Parque Tecnológico de Brasília-BIOTIC, localizado na Cidade Digital – Granja do Torto – Lote 4. Criado em janeiro de 2017, o Parque é o único entre os sete estados do Brasil Central e foi construído sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Pesquisa (FAPDF) do Governo do Distrito Federal para concentrar empresas dos ramos da tecnologia da informação, comunicação e da biotecnologia.

Consórcio dos Governadores do Brasil Central

Criado em 3 de julho de 2015 com o objetivo de fomentar o crescimento individual e regional dos estados, com base na cooperação entre os chefes da administração pública, o Consórcio dos Governadores do Brasil Central é composto pelos estados de Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins e Maranhão.

Neste ano, o grupo se reuniu nas cidades de Goiânia (GO), Palmas (TO), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). Na previsão para 2018, mais uma vez os governadores devem iniciar os trabalhos Goiânia, seguindo pelas demais unidades federativas que compõem o fórum.

Bruno Chaves, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para Governador de MS?

André Puccinelli (PMDB)

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon de Oliveira (PDT)

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados