IPVA 2018
07.12.2017 | 07h53 - Atualizado em 07.12.2017 | 07h54
Tamanho do texto A- A+

IPVA com desconto de 30% na alíquota já está sendo entregue aos contribuintes

Os contribuintes já estão recebendo os boletos do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2018, com o desconto de 30% determinado pelo governador Reinaldo Azambuja, o que fez com que a alíquota de 5% fosse reduzida para 3,5% sobre o valor venal do veículo, conforme tabela Fipe. E quem pagar à vista ainda tem desconto de 15%.

.

 

O tributo vence somente em 31 de janeiro de 2018, tanto para pagamento à vista quanto parcelado. Contudo, o Governo do Estado optou por antecipar o envio dos carnês para que os contribuintes possam se planejar financeiramente.

Neste ano, as guias continuam sendo impressas em preto e branco. Ao todo os carnês lançados somam R$ 698 milhões. A frota sul-mato-grossense registra leve aumento, passando de 961.368 veículos em 2017 para 1.006.449 veículos em 2018.

O formulário segue em formato único, independentemente da opção do contribuinte de pagar à vista ou em até cinco vezes. A intenção é simplificar o processo e facilitar o entendimento do valor por parte do proprietário de veículo automotor.

Em caso de dúvidas, a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) orienta os contribuintes a conferir o boleto por meio do site, conforme os passos a seguir:

  1. Acesse o site: www.sefaz.ms.gov.br;
  2. Clique no banner IPVA 2018;
  3. Clique em Confira Autenticidade da Guia;
  4. Informe o número do Daems no campo Documento localizado na parte interna da Guia;
  5. Clique em Avançar.

Os contribuintes podem ainda procurar as Agências Fazendárias.

Para onde vai o IPVA?

O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado, ficando atrás somente do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Os recursos do IPVA são revertidos em melhorias para os cidadãos. A Constituição Federal estabelece que aos estados competem instituir impostos sobre a propriedade de veículos automotores, definindo suas alíquotas.

Do total arrecadado, 50% são revertidos para o município em que o veículo está registrado. Os outros 50% permanecem nos cofres públicos estaduais e são aplicados conforme o planejamento financeiro, podendo ser utilizado para pagamento de servidores até políticas públicas como Educação, Saúde, Segurança, entre outros.

Diana Gaúna – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Edemir Rodrigues


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para Governador de MS?

André Puccinelli (PMDB)

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon de Oliveira (PDT)

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados