12.01.2018 | 08h47 - Atualizado em 12.01.2018 | 08h49
Tamanho do texto A- A+

Governo intensifica combate à dengue e número de mortos pela doença cai 84%

O número de mortes por dengue em Mato Grosso do Sul caiu 84% em 2017, quando comparado com o ano anterior. Foram três óbitos registrados nos últimos 12 meses, contra 19 confirmados no mesmo período de 2016. Entre outros fatores, a redução do índice se deve à intensificação das ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, implantadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

.

 

“Os números da dengue estão sob controle no nosso Estado graças ao trabalho que a Vigilância Epidemiológica desenvolveu ao longo dos anos anteriores. Temos segurança nesses dados e Mato Grosso do Sul é um dos estados brasileiros com melhores índices da dengue”, afirmou o secretário de Saúde Carlos Coimbra nesta quinta-feira (11.1), durante a entrega de veículos para a Vigilância Sanitária Estadual.

Mato Grosso do Sul fechou o ano de 2017 com o menor índice de notificações de casos de dengue. O boletim epidemiológico apresentado pela SES aponta que durante todo o ano passado foram 6.319 notificações da doença. Os casos, quando comparados aos do ano de 2016, onde foram registradas 59.874 notificações, caíram mais de 89%. Os resultados são os melhores obtidos desde 2013, quando foram catalogadas 102.026 notificações e 30 mortes.

Ações de combate

A partir de 2014, o Governo do Estado começou a intensificar as ações voltadas ao combate ao mosquito transmissor da dengue, aumentando o número de capacitações em todos os municípios e realizando ações de combate ao foco do mosquito Aedes aegypti, vetor da doença.

Entre as principais ações está a implantação da Sala Estadual de Situação em dezembro de 2015, criada para registrar os dados levantados a cada visita realizada pelo agente de endemias, direcionando assim as ações de redução dos criadouros do mosquito.

“Além de criar a sala de situação, o governo vem repassando equipamentos para os agentes que estão na ponta, trabalhando com a população. Outra ação importante é o aporte que o Governo fez para aumentar os salários dos agentes, ou seja, a gratificação como forma de motivar ainda mais esses trabalhadores”, lembrou a governadora em exercício Rose Modesto.

Em novembro do ano passado, a Secretaria de Estado de Saúde deu início a Mobilização Estadual de Enfrentamento ao Aedes aegypti, onde foi lançado o Plano de Contingência de Enfrentamento ao Mosquito, que designa as ações durante o ano com a parceria de várias secretarias e instituições parceiras.

A SES também entregou 2 mil smartphones para os agentes de endemias dos 79 municípios. Cada aparelho possui o sistema E-Visita instalado, que é um aplicativo desenvolvido exclusivamente para o registro de informações de endemias, incluindo a situação dos imóveis visitados e se há focos do mosquito. Em 2017, foram capacitados 27 técnicos, 79 coordenadores municipais de Controle de Vetores e 180 supervisores municipais de Controle de Vetores.

Bruno Chaves, Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Arquivo


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados