Economia
13.01.2018 | 11h31 - Atualizado em 13.01.2018 | 11h33
Tamanho do texto A- A+

Governo economiza R$ 5,2 milhões com leilão reverso em 36 meses

Ferramenta possibilita redução econômica de até 50% da cotação inicial.

O leilão reverso tornou-se ferramenta essencial na gestão financeira da manutenção da frota da administração estadual. Nos últimos 36 meses o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), deixou de gastar mais de R$ 5,2 milhões apenas com adoção desse sistema, que utiliza o tripé: menor preço, qualidade do serviço e menor prazo de entrega.

.

 

Com investimento do Governo do Estado em novos veículos, a frota estadual conta com aproximadamente 4,6 mil veículos distribuídos nos 79 municípios. Quando esses veículos necessitam de algum tipo de manutenção, seja uma simples troca de pastilha de freio ou um serviço mais complexo, como revisão do câmbio, o gestor de frota do órgão encaminha para a SAD um processo com um orçamento base, para que se inicie o leilão reverso, que busca o melhor preço com menor prazo de serviço, nas mais de 300 oficinas cadastradas no sistema de gerenciamento de frota do Estado.

De acordo com o Superintendente de Patrimônio e Transporte, José Alberto Furlan, dependendo da complexidade, o processo leva no máximo cinco dias e no mínimo 24 horas para ser devolvido ao órgão solicitante com valores bem abaixo da cotação inicial. “Tem casos em que o leilão reverso proporciona uma redução econômica de valores 50% menores que a cotação inicial”, ressalta Furlan.

Só no ultimo ano, houve redução econômica de R$ 1.796,979, resultado de mais de 8 mil solicitações e empenhos de manutenção. Para se ter uma ideia, no mês de dezembro um modelo I30 da Hyundai, de uso da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), deu entrada com orçamento de R$ 5.110,00 mil para serviço de manutenção de freios, suspensão e troca de peças. Em quatro dias, o orçamento foi fechado por R$ 2.857,00, ou seja, valor 50% menor que o orçamento inicial.

O mesmo aconteceu com a camionete Nissan Frontier 4×4, cujo orçamento inicial foi R$ 6.386,48 para o serviço de manutenção de motor e troca de diversas peças. Em apenas três dias o orçamento foi devolvido ao órgão solicitante com valor 50% mais baixo, fechando em R$ 3.009,48 o custo com peças e mão de obra.

Nos anos anteriores a redução econômica com a utilização do Leilão Reverso foi de R$ 1.755,150 durante todo ano de 2015, e R$ 1.679,200 durante os doze meses de 2016.

O secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, destaca que a gestão de gastos é primordial para o equilíbrio financeiro do Estado. “Na situação em que está o País hoje, tudo que a gente deixa de gastar é importante! O que se deixa de gastar com a manutenção, mais o que conseguimos economizar no setor de compras, aliado a tantas outras medidas administrativas, é que permitem que o Governo do Estado continue pagando o salário do seu servidor em dia, e siga com investimentos em saúde, educação, segurança pública, infraestrutura” pontuou Assis.

A frota estadual é composta por carros, motocicletas, caminhões, carretas, motores de popa, embarcações, e equipamentos como, desencarceradores, escada magirus, motosserras e geradores.

Mireli Obando, Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD) 

Foto: David Majella


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados