Prefeitura de Campo Grande
23.04.2018 | 11h07 - Atualizado em 23.04.2018 | 11h09
Tamanho do texto A- A+

Prefeitura nomeia 256 agentes comunitários de saúde e de endemias aprovados em concurso

A Prefeitura de Campo Grande está convocando 256 agentes comunitários  de saúde e de combate a endemias aprovados em concurso de 2016, de acordo com o decreto n.925, de 20 de abril de 2018, publicado na edição desta segunda-feira (23) do Diário Oficial (Diogrande).

.

 

Conforme a publicação, estão sendo chamados 134 Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e 122 Agentes de Combate a Endemias (ACEs) que serão lotados em todas as unidades básicas de saúde do município reforçando a assistência em saúde da população.

Atualmente, a Prefeitura de Campo Grande tem 1.387 agentes comunitários de saúde e 217 agentes de combate a endemias, que têm trabalhado bastante para a redução de casos de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Trabalho do Agente de Combate às Endemias

Cabe ao Agente de Combate às Endemias desenvolver ações educativas e de mobilização da comunidade relativas ao controle das doenças/agravos; executar ações de controle de doenças/agravos interagindo com os ACS e equipe de Atenção Básica; identificar casos suspeitos dos agravos/doenças e encaminhar os pacientes para a Unidade de Saúde de referência e comunicar o fato ao responsável pela unidade de saúde; orientar a comunidade sobre sintomas, riscos e agente transmissor de doenças e medidas de prevenção individual e coletiva; executar ações de campo para pesquisa entomológica, malacológica e/ou coleta de reservatórios de doenças; mobilizar a comunidade para desenvolver medidas simples de manejo ambiental e outras formas de intervenção no ambiente para o controle de vetores, entre outras.

Função dos Agentes Comunitários de Saúde

O profissional Agente Comunitário de Saúde realiza atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, por meio de ações educativas em saúde realizada em domicílios ou junto às coletividades, em conformidade com os princípios e diretrizes do SUS; estende, também, o acesso da população às ações e serviços de informação, de saúde, promoção social e de proteção da cidadania.

As atribuições designadas ao ACS estão dispostas na Portaria GM/MS nº 1.886, de 18 de dezembro de 1997, e no Decreto Federal nº 3.189, de 04 de outubro de 1999, que fixa diretrizes para o exercício de suas atividades, possibilitando uma proposição qualitativa de suas ações e evidenciando um perfil profissional que concentra atividades na promoção da saúde, seja pela prevenção de doenças, seja pela mobilização de recursos e práticas sociais de promoção da vida e cidadania ou mesmo pela orientação de indivíduos, grupos e populações, com características de educação popular em saúde e acompanhamento de famílias.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Confira também nesta seção:

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados