Saúde
04.05.2018 | 11h46 - Atualizado em 04.05.2018 | 11h48
Tamanho do texto A- A+

SESAU vacinou 34,69% da meta nos primeiros 9 dias de Campanha contra a Gripe

A Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) de Campo Grande vacinou 68.625 pessoas nos primeiros nove dias da Campanha de Vacinação contra a Gripe,o que representa 34,69% do público alvo (197.820), ou seja, pouco mais de 1/3 se vacinou. A vacinação teve início em 24 de abril e o Boletim divulgado nesta sexta-feira (4) leva em consideração as pessoas imunizadas até o dia 2.

.

 

No primeiro lugar do Boletim estão os idosos com 60 anos ou mais: foram vacinados 36.957, o que representa 46,15% da meta para este ano. Em segundo lugar no ranking, os professores representam 36,43% (2.407), seguido por puérperas 33,57% (568) e trabalhadores da saúde 28,43% (6.571).

As crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos representam 25,27% (13.755) seguida pelas gestantes com 24,16% (2.488). Pacientes com comorbidades somam 4.864, o que equivale a 22,52% da meta. Já os indígenas 476, população privada de liberdade 12 e funcionários do sistema prisional 607, não há meta de vacinação.

“Estamos trabalhando arduamente para imunizar a população do grupo de risco nas unidades básicas de saúde, a fim de que estejam imunes ao vírus da gripe neste inverno”, garante a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Mariah Barros.

As 68 salas de vacinação estão abertas para atender a população do grupo de risco estabelecido pelo Ministério da Saúde para receber a dose da vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul: (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Neste ano, apenas a cepa da influenza A (H1N1) não foi alterada: A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09; A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2); e B/Phuket/3073/2013.

Devem receber a vacina: indivíduos com 60 anos ou mais de idade; crianças na faixa etária de 6 meses a menores de cinco anos; as gestantes; as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); os trabalhadores de saúde; os povos indígenas; os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; a população privada de liberdade; os funcionários do sistema prisional e professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior, devem receber as doses.

Para receber a dose, todos os indivíduos do grupo de risco devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira de conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI. O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não irá disponibilizar doses extras.

Site
Para facilitar o acesso das pessoas que estejam com dúvidas, a Sesau disponibiliza um site específico sobre a Campanha de Vacinação contra a Gripe no portal da Secretaria na internet disponível em www.campogrande.ms.gov.br/sesau e clicar em “Influenza” na barra de menus.

Neste endereço, estão todas as informações sobre quem deve se vacinar, locais de vacinação e documentos que devem ser apresentados.

A doença
A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza que é transmitida através do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar e também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com a boca, olhos e nariz. A gripe provoca febre, dores no corpo e mal estar. Quem perceber esses sintomas deve procurar um posto de saúde.

Prevenção
Cuidados simples ajudam na prevenção contra a Gripe:

Lave as mãos com água e sabão e use álcool gel 70% regularmente, especialmente depois de tocar o nariz e a boca ou superfícies que possam estar contaminadas;

Proteja o nariz e a boca. Cubra-os enquanto espirra ou tosse e use lenços descartáveis.

Evite tocar a boca e o nariz.

Melhore a circulação de ar abrindo as janelas.

Evite ficar por muito tempo em locais com grande aglomeração de pessoas.

Mantenha hábitos saudáveis: coma e durma bem, além de fazer exercícios físicos regulares.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Confira também nesta seção:

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados