Conscientização
05.10.2017 | 15h53 - Atualizado em 05.10.2017 | 15h25
Tamanho do texto A- A+

Semana da Conscientização Política trará benefícios para toda a sociedade, aponta parlamentar

Publicada no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande), da quarta-feira (04), a lei 5.879 de 06 de setembro, de autoria do vereador pastor Jeremias Flores (Avante), já está em vigor. Nomeada como “Semana da Conscientização Política nas Escolas Municipais”, a lei deve favorecer a sociedade.


“Certamente é uma lei que visa o bem de nossa sociedade, prezando em estabelecer a partir do meio educacional, um pensamento crítico e que estimule aos nossos jovens a pensarem em cidadania. Isso será traduzido em ações benéficas não só para nossa cidade, mas também para nosso estado e País”, afirmou o parlamentar.

Conforme a publicação, a “Semana da Conscientização Política nas Escolas” será realizada sempre na última semana do mês de setembro de cada ano, e tem por objetivo levar a todos os alunos da rede pública municipal de ensino, informações sobre cidadania, voto consciente e funções dos Poderes Executivo e Legislativo.

A lei também veda o uso de propagação ideológica ou partidária de qualquer espécie, e a abordagem temática deverá ser, preferencialmente, desenvolvida por um profissional com formação em História em consonância com profissionais da área da Sociologia e/ou Filosofia.

Para a professora de Língua Inglesa, Danielle Paiva, a lei tem um bom propósito e certamente será muito útil no desenvolvimento do pensamento crítico dos alunos. “Percebemos que falta para muitos alunos esse momento específico de se discutir política, o que em casa não acaba acontecendo. Trazer isso para o âmbito escolar comtempla uma necessidade de formamos cidadãos mais conscientes”, diz.

Uma pesquisa realizada pelo Ibope em São Paulo demonstra um pouco da realidade brasileira e a necessidade urgente de se discutir política. A pesquisa mostra que dois em cada três brasileiros ouviram falar pela primeira vez do assunto “reforma política” ao serem interpelados pelo pesquisador – ou nem sequer conseguiram responder à questão – e menos de 1 em 10 entrevistados diz saber bem do que se trata.

“O reflexo dessa lei de nossa autoria, e aprovada pela câmara, será o começo de um processo que precisamos discutir na sociedade, e em todas as esferas. Nosso papel enquanto representante da população, é justamente esse, de estar sempre buscando proposições em prol do bem geral e que possam melhorar a vida da população de nossa sociedade”, conclui o vereador.

Histórico em prol da sociedade

Pastor Jeremias presidiu por 10 anos uma organização sem fins lucrativos chamada Barão do Rio Branco – SBBRB, aonde levou oportunidade para diversas pessoas de todas as regiões de Campo Grande terem atendimento médico através de convênios por tabela social nas especialidades de psicologia, odontologia, ortopedia, cardiologia e fisioterapia e muitos foram contemplados com cadeiras de rodas, muletas e remédios.

Assessoria de Imprensa do Vereador

Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Qual sua opinião sobre o transporte publico de Campo Grande depois que assumiu o consórcio guaicurus.

Ótimo

Regular

Péssimo

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados