02.12.2017 | 12h14 - Atualizado em 02.12.2017 | 12h15
Tamanho do texto A- A+

Pedro Chaves lamenta rejeição de projeto que diminuiria preço das passagens aéreas

Carla Eleonora Sguissardi

O senador Pedro Chaves (PSC) lamentou a rejeição do projeto de resolução 55/2015, que dispõe sobre alíquota máxima do combustível da aviação. A medida traria importantes benefícios para o Brasil, pois diminuiria o preço das passagens aéreas e, ainda, aumentaria o número de vôos entre as cidades.

.

 

No caso de Mato Grosso do Sul, a alíquota que é de 17%, seria reduzida para 12% e essa porcentagem seria a única cobrada em todo o País. “Esse projeto seria extremamente importante e traria um avanço para todo o Brasil. Infelizmente o Plenário do Senado rejeitou a proposta”, destacou Pedro Chaves.

Segundo ele, o custo do combustível corresponde a 40 % do custo da aviação e a limitação de um teto para a alíquota provocaria diversos pontos positivos para o setor. “Além da redução das passagens aéreas, também seria reduzido o preço do táxi aéreo e, ainda, aumentaria a oferta de mais de 200 voos no País.  Além disso, seria diminuído o preço da aviação agrícola o que influenciaria positivamente o agronegócio que é tão importante para Mato Grosso do Sul”, ressaltou o senador.

Apesar de não ter sido aprovado, o projeto deverá ser novamente apresentado no ano que vem. O senador espera que o Plenário tenha mais sensibilidade e aprove a matéria que será tão benéfica para a população. “Vou reapresentar o projeto em 2018 e estou confiante que ele será aprovado. Não podemos deixar que medidas tão importantes como essa sejam reprovadas ou simplesmente deixadas de lado”, finalizou.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para Governador de MS?

André Puccinelli (PMDB)

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon de Oliveira (PDT)

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados