Campo Grande/Assunção
17.12.2017 | 09h51 - Atualizado em 17.12.2017 | 09h53
Tamanho do texto A- A+

Novo voo internacional é opção até 40% mais barata para MS, diz governador

Rota Campo Grande/Assunção passa a operar regularmente a partir da próxima semana.

Bruno Chaves

Operado pela companhia Amaszonas, o voo que liga Campo Grande a Assunção foi inaugurado nessa semana com opção de conectar Mato Grosso do Sul a nove países do mundo. O passageiro que optar sair de viagem pela nova rota vai pagar até 40% mais barato nas passagens, na comparação com voos que saem de São Paulo. A informação foi divulgada pelo governador Reinaldo Azambuja, que recebeu comitiva paraguaia no voo inaugural da empresa.

.

 

“Essa rota é extremamente positiva para nós, uma oportunidade para o Mato Grosso do Sul e o Centro-Oeste acessarem, com conexão via Assunção, as Américas do Sul, Central e do Norte, além da Europa. Através de um voo regular três vezes por semana, de Assunção a Campo Grande, ganhamos uma opção mais competitiva, mais rápida e com um custo menor”, afirmou.A nova rota que liga Campo Grande à capital paraguaia, com possibilidade de conexão para cidades da Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Espanha, Estados Unidos, Panamá, Paraguai e Uruguai, começa a operar regularmente nesta segunda-feira (18.12).

Inicialmente, os voos serão realizados três vezes por semana, às segundas, quartas e sextas-feiras. Nos três primeiros meses, as passagens serão vendidas a preço promocional de US$ 300 (já é possível encontrar bilhetes à venda no site da companhia). O avião tem capacidade para 50 passageiros.

“É mais fácil sair de Campo Grande do que por São Paulo, é melhor na questão financeira e do tempo”, disse o vice-presidente executivo do Grupo Amaszonas, Luís Vera. Segundo ele, o tempo estimado de conexão para outros países da América do Sul, de voos saindo da capital de Mato Grosso do Sul, será de quatro horas. No prazo de um ano, a companhia aérea pretende implantar voos diários entre Campo Grande e Assunção.

Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, a nova rota intensifica também a relação comercial entre Mato Grosso do Sul e Paraguai. “Estamos focando nos passageiros empresários, que são investidores que têm no Paraguai, e nos passageiros de turismo, uma vez que nós sul-mato-grossenses, agora, podemos ir a Assunção e de Assunção para Miami, para Santiago, Montevidéu e outras capitais”, falou.

 

Expansão

Com sede no Paraguai, Argentina e Uruguai, o Grupo Amaszonas está expandindo as linhas de voos no Brasil e em diversos outros países. Nesta quarta-feira foi inaugurado os trechos Campo Grande/Assunção, Curitiba/Assunção e Porto Alegre/Assunção.

Há dois anos a companhia aérea faz o trecho Assunção/Florianópolis na alta temporada, de dezembro a fevereiro. Em janeiro de 2018 outras duas rotas serão abertas: Assunção/Campinas e Assunção/Rio de Janeiro. “Até 2020 queremos fazer Assunção/Bonito e Campo Grande/Cidade do Leste”, completou o vice-presidente executivo do Grupo Amaszonas.

Autoridades

Estiveram presentes na chegada do voo inaugural de Assunção/Campo Grande autoridades paraguaias, do Consulado e do Ministério do Turismo. Do lado brasileiro compareceram a vice-governadora Rose Modesto; o secretário de Estado de  Infraestrutura, Marcelo Miglioli; o superintendente viário da pasta, Fabrício Alves Corrêa; o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS), Bruno Wendling; o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad; e deputados e outras autoridades.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados