09.04.2018 | 14h50 - Atualizado em 09.04.2018 | 14h52
Tamanho do texto A- A+

Prefeitura vence concorrência e frigorífico vai ampliar produção de pescado na Capital

Campo Grande venceu a disputa com Belo Horizonte-MG e receberá um frigorífico de pescado para estimular a produção em Campo Grande. O proprietário da empresa Frescomares informou ao prefeito Marquinhos Trad nesta segunda-feira (9) que escolheu Campo Grande para instalação de sua segunda empresa no País.

.

 

“Nós estamos recuperando a credibilidade que a nossa cidade havia perdido. As empresas estão voltando a procurar a nossa cidade, o que garante um crescimento da nossa geração de emprego e fortalecimento da nossa economia”, declarou o prefeito Marquinhos Trad.

O investimento para a construção do frigorífico será de R$ 13,8 milhões e garantirá a geração de 120 empregos diretos e até 50 indiretos na produção de tilápia. A nova empresa também contribuirá para a ampliação da cadeia produtiva do pescado em Campo Grande, visto que os produtores terão para quem vender seu produto.

“É um projeto muito bom para Campo Grande porque, além da geração de emprego e renda, assegura o investimento na cadeia produtiva do pescado. Temos uma bacia hidrográfica grande e precisamos aproveitar este potencial. Vamos trabalhar pesado para fortalecer a cadeia produtiva do pescado na Capital”, declarou o secretário de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia (Sedesc), Luiz Fernando Buainain.

O projeto de instalação da empresa será encaminhado para a próxima reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Campo Grande (Codecon). Se aprovada a instalação, o projeto segue para a Câmara de Campo Grande, que pode garantir a instalação da empresa já no próximo ano.

A Sedesc será responsável por dar todo o suporte necessário para empresa, intermediando a  parceria com os produtores. Com a aprovação do projeto, a empresa, em parceria com a Sedesc, já se reunirá com produtores e empresários interessados na criação do pescado, para que possam encaminhar o projeto de produção. A empresa já se dispôs a ofertar a ração necessária para a criação do peixe, incentivando a ampliação da produção.

“Fomos muito bem recebidos pelo prefeito e pelo secretário, o que nos deu segurança para escolher Campo Grande. Acredito que em 2019 já estaremos operando com a empacotadora (de produtos congelados) e depois com a enlatadora (produtos em conserva)”, declarou o diretor da empresa Frescomares, Márcio Rabello.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados