Governo do Estado
29.05.2018 | 09h03 - Atualizado em 29.05.2018 | 09h04
Tamanho do texto A- A+

Paralisação dos caminhoneiros derruba arrecadação do Estado

Equipe ainda não fechou a conta sobre o tamanho do rombo nas finanças

Correio do Estado

A greve dos caminhoneiros no País provocou caos na economia de Mato Grosso do Sul com a queda elevada da receita. A ccc. Ontem a tarde, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou a reunir com o seu gabinete de crise para avaliar os reflexos da paralisação nacional dos caminhonheiros e o cenário é de preocupação, porque deixou o governo sem saída para manter o equilíbrio da arrecadação.

As informações das agências fazendárias são alarmantes, porque não entram e nem saem caminhões de Mato Grosso do Sul. Muitos deles estão carregados nos frigoríficos e não conseguem chegar ao destino. Assim como os transportadores de grãos do Estado. O quadro é de paralisação do agronegócio por causa da greve.

Há ainda a preocupação do abastecimento com combustíveis, produtos alimentícios, hospitalares e outros gêneros para atender a população. Azambuja ofereceu apoio logístico do Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e da Polícia Militar para garantir o transporte em segurança desses produtos para Capital e interior.

.

 


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Confira também nesta seção:

Fatal error: Function name must be a string in /home/jornalon/public_html/__index_lista.inc.php on line 78