SALDO DE EMPREGOS
21.11.2017 | 08h23 - Atualizado em 21.11.2017 | 08h24
Tamanho do texto A- A+

MS registra saldo positivo de empregos no mês de outubro

Comércio, Serviços e Indústria de Transformação registraram mais contratações

Correio do Estado

Mato Grosso do Sul registrou no mês de outubro, a 16ª posição entre as unidades da federação, com melhor perfomance no saldo de empregos. Os setores responsáveis pelo resultado positivo foram Comércio, Serviços e Indústria de Transformação, conforme divulgou nesta segunda-feira (20), o Cadastro Geral de Empregrados e Desempregados (Caged). 

 

O monitoramento é feito pelo Ministério do Trabalho que constatou ainda, o oitavo saldo positivo do ano e o sétimo consecutivo, de janeiro a outubro de 2017, totalizando 76.599 novas vagas de trabalho oferecidas no período. A informação do órgão é que o resultado obtido em outubro de 2017 só é menor que em 2013, quando totalizou 94,8 mil empregos. 

O saldo positivo do Comércio chegou a 37.321 novos postos em todo país, alta de 0,42% em relação ao estoque de empregos de setembro. Desse saldo, 30.183 novas vagas foram geradas pelo Comércio Varejista e 7.138, pelo Comércio Atacadista. 

Um fator que determinou esta evolução é a aproximação das festas de final de ano, momento em que o setor varejista aumenta o número de contratações, visando aumentar o faturamento no comércio. 

TRANSFORMAÇÃO E SERVIÇOS

Em segundo lugar ficou o setor de Indústria de Transformação, com 33.200 novas vagas no período (+0,45%), registrando expansão em 11 dos 12 subsetores da atividade industrial. Na sequência estão as oportunidades de Serviços que registraram 15.915 novos empregos formais (+0,09%). 

As áreas com recuo no saldo de empregos foram: Construção Civil (- 4.764 postos de trabalho); Agropecuária (-3.551), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-729), Extrativa Mineral (-532) e Administração Pública (-261). 

Segundo os dados do Caged, só cinco unidades da Federação tiveram retração no saldo de empregos em outubro. Foram eles o Rio de Janeiro (-0,11%), Goiás (-0,14%), Acre (-0,26%), Amapá (-0,07%) e Bahia, com redução de somente 36 vagas.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para Governador de MS?

André Puccinelli (PMDB)

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon de Oliveira (PDT)

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados