Devolução
02.02.2018 | 07h42 - Atualizado em 02.02.2018 | 07h44
Tamanho do texto A- A+

Pedido de restituição da Taxa do Lixo será feito no CAC

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento, publicou na tarde desta quinta-feira (1º), uma resolução que dispõe sobre os procedimentos para devolução ou creditamento e compensação da Taxa de Coleta, Remoção e Destinação de Resíduos Sólidos Domiciliares.

.

 

De acordo com o texto, todos os contribuintes que efetuaram o pagamento da taxa terão assegurado a devolução ou o creditamento do valor recolhido. A prefeitura começa nesta terça-feira (06/02) a receber os pedidos de devolução da taxa de lixo para os contribuintes que solicitarem oficialmente a restituição.Aqueles que pagaram a taxa de lixo no IPTU de 2018 poderão ficar tranqüilos, visto que o crédito está garantido.

O contribuinte que optar em não solicitar a restituição não receberá novo carnê de cobrança da taxa de lixo em abril.

E o contribuinte que já efetuou o pagamento da taxa de lixo e não solicitou a restituição receberá um aviso da prefeitura sobre eventual crédito, após ser realizada comparação entre o que foi pago e o novo cálculo que está sendo realizado.

A prefeitura somente enviará cobrança no próximo mês de abril, em boleto específico, para aqueles contribuintes que não pagaram a taxa de lixo de 2018.

A prefeitura abrirá um espaço exclusivo na Central de Atendimento ao Cidadão (CAC) para tirar dúvidas e receber documentação necessária para realizar a restituição até o dia 28 de fevereiro.

Uma comissão, composta por integrantes do Poder Executivo, Poder Legislativo, Tribunal de Contas do Estado, Ordem dos Advogados do Brasil, Associação Comercial e Câmara de Dirigentes Lojistas está estudando uma nova forma de cobrança e definirá a emissão dos novos carnês da taxa do lixo.

A taxa de coleta do lixo, cobrada desde 1.974, é de extrema importância para limpeza da  cidade, visto que sem essa receita o serviço será prejudicado.Como solicitar a devolução

O contribuinte deve acessar o site WWW.campogrande.ms.gov.br  a partir desta terça-feira 06/02), e ler atentamente as orientações, imprimir o requerimento e se dirigir à Central de Atendimento ao Cidadão, localizada na Marechal Candido Mariano Rondon, 2655, para oficializar o pedido de devolução com o número do protocolo em mãos.

A Prefeitura de Campo Grande disponibilizará 100 servidores para atender os contribuintes que pretendem requerer a devolução do dinheiro. Os valores devolvidos serão debitados em conta corrente  ou pagos por meio de ordem de pagamento bancário, em um prazo de 15 dias úteis após a homologação do pedido.

Documentação necessária:

Documento de pagamento do IPTU/2018, em nome do proprietário

Comprovante original do pagamento;

Telefone para contato;

E-mail para contato;

Cópia e original do CPF;

Cópia e original do RG ou da carteira de habilitação;

Dados bancários:

Conta poupança ou Conta corrente;

  1. Número da conta;
  2.  
  3. Agência;
  4.  
  5. Nome do titular;

Documento de pagamento do IPTU/2018 em nome de terceiro

Autorização do proprietário do imóvel devidamente preenchida e com firma reconhecida;

Comprovante original do pagamento;

Telefone para contato;

E-mail para contato;

Cópia e original do CPF;

Cópia e original do RG ou da carteira de habilitação;

Dados bancários:

Conta corrente ou poupança

  1. Número da conta;
  2.  
  3. Agência;
  4.  
  5. Nome do titular;

Documento de pagamento do IPTU/2018 em nome dos Agentes Financeiros de Habitação (CEF, AGEHAB, EMHA, BANCOS, entre outros)

Contrato comprovando a titularidade do imóvel;

Comprovante original do pagamento;

Telefone para contato;

E-mail para contato;

Cópia e original do CPF;

Cópia e original do RG e ou carteira de habilitação;

Dados bancários:

Conta corrente ou poupança


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados