27.10.2017 | 10h18 - Atualizado em 27.10.2017 | 10h20
Tamanho do texto A- A+

Fifa reconhece Santos, Fla e Grêmio como campeões mundiais

Entidade encerrou longa polêmica e igualou em importância o torneio intercontinental, disputado entre 1960 e 2004, ao Mundial de Clubes da Fifa

Veja.com


A Fifa reconheceu nesta sexta-feira os títulos intercontinentais conquistados por clubes europeus e sul-americanos entre 1960 e 2004 como legítimos Mundiais. A decisão foi tomada em reunião do Conselho da entidade, em Calcutá, na Índia, e coloca fim a uma longa e controversa discussão: agora os títulos conquistados por Santos (1962 e 1963), Flamengo (1981), Grêmio (1983) e São Paulo (1992 e 1993) tem o mesmo peso para Fifa que os Mundiais de Clubes conquistados por Corinthians (2000 e 2012), São Paulo (2005) e Inter (2006).


A Fifa, porém, deixou de fora torneios como a Copa Rio, vencida por Palmeiras e Fluminense na década de 50.Em 2014, Joseph Blatter, então presidente da Fifa, atendeu a um pedido do ex-ministro do Esporte Aldo Rebello e enviou uma carta reconhecendo o título de 1951 do Palmeiras como uma “conquista mundial”. A Fifa, porém, esclareceu que, ainda que reconhecesse o valor das disputas passadas, apenas poderia reconhecer como “oficial” os torneios promovidos por ela. Isso significava que não apenas o de 1951 estava descartado, mas também as disputas entre sul-americanos e europeus entre 1960 e 2004.

A Conmebol decidiu reagir e pedir oficialmente que o assunto fosse reconsiderado. Mas mesmo a entidade sul-americana reconhece que não tinha argumentos para defender que torneios antes de 1960 fossem considerados como oficiais. Alejandro Domínguez, presidente da entidade, explicou que o ano de 1960 foi escolhido por causa do início da Copa Libertadores nesta data – a competição definia quem era o representante da região no Mundial Interclubes.

O Mundial que o Palmeiras alega ter vencido ocorreu quando a Libertadores ainda não existia. A Copa Rio teve uma segunda edição realizada em 1952, vencida pelo Fluminense, que por isso também postulava o reconhecimento de campeão mundial. A oficialização da mudança desta sexta propiciou um caso curioso: o ano de 2000 passa a ter dois campeões mundiais: Corinthians e Boca Juniors.Todos os campeões mundiais, segundo a Fifa:

1961 – Peñarol (Uruguai)
1962 – Santos (Brasil)
1963 – Santos (Brasil)
1964 – Inter de Milão (Itália)
1965 – Inter de Milão (Itália)
1966 – Peñarol (Uruguai)
1967 – Racing (Argentina)
1968 – Estudiantes (Argentina)
1969 – Milan (Itália)
1970 – Feyenoord (Holanda)
1971 – Nacional (Uruguai)
1972 – Ajax (Holanda)
1973 – Independiente (Argentina)
1974 – Atlético de Madrid (Espanha)
1976 – Bayern de Munique (Alemanha)
1977 – Boca Juniors (Argentina)
1979 – Olímpia (Paraguai)
1980 – Nacional (Uruguai)
1981 – Flamengo (Brasil)
1982 – Peñarol (Uruguai)
1983 – Grêmio (Brasil)
1984 – Independiente (Argentina)
1985 – Juventus (Itália)
1986 – River Plate (Argentina)
1987 – Porto (Portugal)
1988 – Nacional (Uruguai)
1989 – Milan (Itália)
1990 – Milan (Itália)
1991 – Estrela Vermelha (Sérvia)
1992 – São Paulo (Brasil)
1993 – São Paulo (Brasil)
1994 – Vélez Sarsfield (Argentina)
1995 – Ajax (Holanda)
1996 – Juventus (Itália)
1997 – Borussia Dortmund (Alemanha)
1998 – Real Madrid (Espanha)
1999 – Manchester United (Inglaterra)
2000 – Boca Juniors (Argentina) e Corinthians (Brasil)
2001 – Bayern de Munique (Alemanha)
2002 – Real Madrid (Espanha)
2003 – Boca Juniors (Argentina)
2004 – Porto (Portugal)
2005 – São Paulo (Brasil)
2006 – Inter (Brasil)
2007 – Milan (Itália)
2008 – Manchester United (Inglaterra)
2009 – Barcelona (Espanha)
2010 – Inter de Milão (Itália)
2011 – Barcelona (Espanha)
2012 – Corinthians (Brasil)
2013 – Bayern de Munique (Alemanha)
2014 – Real Madrid (Espanha)
2015 – Barcelona (Espanha)
2016 – Real Madrid (Espanha)

(com Estadão Conteúdo)

Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para Governador de MS?

André Puccinelli (PMDB)

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon de Oliveira (PDT)

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados