Palmeiras
28.11.2017 | 15h57 - Atualizado em 28.11.2017 | 14h37
Tamanho do texto A- A+

Zé Roberto aceita convite e assume cargo na diretoria do Palmeiras em 2018

Folhapress

Um dia depois de se despedir como jogador do Allianz Parque, Zé Roberto anunciou publicamente o novo desafio com o Palmeiras. Em entrevista concedida na Academia de Futebol, o CT do clube, o diretor de futebol Alexandre Mattos informou que o camisa 11 exercerá uma função de gestor de elenco a partir do próximo ano.

.

 

 

"A partir de janeiro, ele vai dividir um pouco da área administrativa função de assessor técnico", afirmou o dirigente, em pronunciamento realizado no início da tarde desta terça-feira (28).

"O Zé Roberto vai participar ativamente com jogadores, comissão. Essa função é muito explorada na Europa, mas no Brasil não existia. Um ex-atleta que faz isso é o Tinga [no Cruzeiro], e agora o Zé Roberto", acrescentou o diretor de futebol, explicando a nova função do ex-atleta.

Zé Roberto se junta a Alexandre Mattos e Cícero Souza, gerente de futebol, no dia a dia do elenco e da comissão técnica no CT palmeirense. O convite veio na semana passada, quando o jogador ainda definia se iria encerrar a carreira ao fim do Campeonato Brasileiro de 2017.

"Na quinta-feira, quando chamei ele para conversar sobre o futuro no clube e as ideias que ele tinha de aposentadoria, que é difícil parar uma carreira de 25 anos, a gente bateu um papo muito franco e ele fez a opção pela aposentadoria. Ao mesmo tempo disse que não queria o perder aqui dentro", afirmou Alexandre Mattos, elogioso para com Zé Roberto.

"Fiz um convite para ele permanecer já agora em uma função administrativa. Ele foi para casa, conversou com a família, e o Zé aceitou este novo desafio que vai ser fundamental. Precisamos ainda mais de pessoas capacitadas aqui no Palmeiras", comentou.

O presidente Mauricio Galiotte, que começou o pronunciamento, agradeceu a Zé Roberto por aceitar o convite. "Temos muito a mais a viver com o Zé Roberto. Muito obrigado ao que você fez e fará muita coisa pelo Palmeiras", afirmou o mandatário, antes de passar a palavra a Alexandre Mattos para o anúncio da continuidade do agora assessor técnico.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para Governador de MS?

André Puccinelli (PMDB)

Reinaldo Azambuja (PSDB)

Odilon de Oliveira (PDT)

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados