13.06.2018 | 13h07
Tamanho do texto A- A+

Plano Safra libera recursos a partir de 1º de julho para produtores rurais com taxa de juros menor

 A partir de 1º de julho, produtores rurais de Mato Grosso do Sul poderão contratar recursos do Plano Safra. O Governo Federal anunciou R$ 194,37 bilhões para financiar e apoiar a comercialização da produção agropecuária no Brasil e a boa notícia está na redução de 1,5 ponto percentual nas taxas de juros do crédito rural.

.

 

Para o secretário da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, o Plano Safra 2018 atende a três pontos fundamentais, que é o lançamento em prazo oportuno, o volume que atenda o tamanho da safra e a taxa de juros que caiba no bolso do produtor rural.

“A avaliação do Governo do Estado é que o Plano Safra traz condições para que Mato Grosso do Sul consiga repetir o volume da safra de verão do ano passado, com elementos constituídos. Além de câmbio com boa perspectiva e uma série de opções logísticas que avançaram, há um conjunto de cenários que é positivo. Achamos que tudo isso permite que o Estado repita em termos de área o resultado do ano passado, cerca de 2,5 milhões de hectares”, explica.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), do montante total serão destinados R$ 151,1 bilhões para o crédito de custeio, sendo R$ 118,8 bilhões com juros controlados (taxas fixadas pelo governo) e R$ 32,3 bilhões com juros livres (livre negociação entre a instituição financeira e o produtor). O crédito para investimentos ficou em R$ 40 bilhões.

Jaime Verruck destaca que o Governo Federal tem sinalizada a taxa de juros cada vez mais próxima da Selic, o que é positivo pois cria uma previsibilidade para os produtores. “Temos um cenário positivo e em Mato Grosso do Sul não podemos esquecer que há recursos disponíveis pelo FCO, que oferecem condições favoráveis para a contratação, com bons prazos e taxa de juros interessantes”.

Para 2018, o Estado tem disponível R$ 2,1 bilhões para financiamento por meio do FCO. De janeiro a maio, Mato Grosso do Sul contratou R$ 566 milhões em recursos do FCO e outros R$ 167 milhões já estão internalizados no Banco do Brasil para contratação.

Priscilla Peres – Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)

Foto: Divulgação


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Confira também nesta seção:

Fatal error: Function name must be a string in /home/jornalon/public_html/__index_lista.inc.php on line 78