Coxim
08.01.2018 | 08h23 - Atualizado em 08.01.2018 | 08h24
Tamanho do texto A- A+

Policial dispara contra um homem e é esfaqueado por outro

A situação das duas vítimas é considerada grave, o policial chegou a ficar com as vísceras expostas

Edição MS

Uma grande confusão tomou conta do bairro Piracema, em Coxim, na noite deste domingo (07). Por conta disso, duas pessoas ficaram gravemente feridas. Uma delas é o policial militar Elton Brasilino Santana, de 34 anos, que foi esfaqueado ao ponto de ficar com as vísceras expostas.

Foto: Alisson Silva

.

 

Socorrido pelo Corpo de Bombeiros e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), ele foi levado para o Hospital Regional Álvaro Fontoura, mas deve ser transferido para Campo Grande.

Ainda não se sabe quem esfaqueou o policial, mas a ação na verdade foi uma reação a atitude dele, que disparou um tiro contra João Carlos Gino Feitosa, de 34 anos, que foi socorrido por uma equipe da ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior), também sendo levado para o HR.

As primeiras informações dão conta de que a confusão começou em uma conveniência do bairro. O policial estaria discutindo com uma mulher, com quem teria um relacionamento amoroso. Feitosa não gostou do que assistiu e teria saído em defesa da mulher, foi quando recebeu o tiro.

Em seguida, um outro homem ainda não identificado desferiu as facadas em Brasilino. O local ficou tumultuado, muitas pessoas se aglomeraram, dificultando o trabalho de quem socorria, da imprensa e até mesmo da polícia.

Pouco tempo depois, o irmão do policial, que também é da Polícia Militar, deu outra versão por telefone. Ele contou que seu irmão estava no bar quando um casal começou a discutir e ele tentou intervir. Pelo menos três pessoas foram para cima de Brasilino e a mulher teria desferido a facada, foi quando ele sacou o revólver, de calibre 38 e atirou.

As polícias Militar e Civil ainda estão envolvidas na ocorrência, tentando identificar e localizar os envolvidos e testemunhas. A mulher e testemunhas devem ser levadas para a delegacia, onde devem prestar esclarecimentos à polícia.


Voltar 




Preencha o formulário clicando no botão abaixo e seja o primeiro a comentar esta matéria.
Comente está matéria

Sua Opinião

Você é a favor do porte de armas para qualquer pessoa?

Sim

Não

  • votar
  • parcial
Copyright © 2012 Jornal do Ônibus - Todos os direitos reservados