Sábado, 15 de Junho de 2019

CULTURA
Quinta-feira, 11 de Abril de 2019, 13h:25

“Pague Quanto Quiser”

Companhia de dança de MS inova e deixa público decidir quanto vai pagar por espetáculo

Público vai ter oportunidade de assistir o espetáculo Poracê – O outro de nós, entre sexta-feira e domingo (de 12 a 14 de abril), na Casa de Ensaio, em Campo Grande.

Por G1 MS

Público vai ter oportunidade de assistir o espetáculo 'Poracê – O outro de nós' e decidir quanto vai pagar pela apresentação — Foto: Franciella Cavalheri/Cravo Filmes

A Cia Dançurbana, de Mato Grosso do Sul, está inovando em sua nova temporada de espetáculos. Vai deixar o público assistir as apresentações e somente depois decidir quanto vai pagar pelos shows. Segundo a companhia, o sistema de ingressos alternativos, chamado de “Pague Quanto Quiser” vai facilitar o acesso a todos as produções artísticas do grupo e ao mesmo tempo incentivar uma reflexão e o diálogo sobre o valor da cultura.

A proposta, segundo a Dançurbana, também faz parte das ações de sustentabilidade da companhia. Atuando há 17 anos, o grupo tem buscado formas de se manter “no palco”. Hoje o grupo conta com uma equipe de 12 profissionais, entre diretor, produtor e intérpretes-criadores, que trabalham diariamente com criação de espetáculos, realização de apresentações, oficinas de dança, entre outros.

“Assim como profissionais de outras áreas nós trabalhamos todos os dias, vivemos da dança. É um trabalho como qualquer outro. A ‘Temporada Quanto Custa´, bem como as demais ações que estamos realizando, contribuem para que a Cia Dançurbana continue existindo”, completa Marcos Mattos, diretor e coreógrafo da companhia.

Entre sexta-feira e domingo (de 12 a 14) o “Pague Quanto Quiser” já vai ser colocado em prática, nas apresentações do espetáculo “Poracê – O Outro de Nós” na Casa de Ensaio, na Rua Visconde de Taunay, 203, Bairro Amambaí, em Campo Grande. A apresentação faz parte do projeto “ Dançurbana em Casa – Ciclo de Atividades Culturais”.

A programação começa diariamente às 18h30, com apresentação do músico Gilson Espíndola, exposição de artesanato de Vanderson Avalhares e participação do Vega´s Food. Em seguida, às 19h30, a companhia apresenta o espetáculo.

 

O espetáculo

 

Do Nheengatu, a palavra “Poracê”, significa dança indígena de celebração ou baile, arrasta-pé. “Poracê – O outro de nós” é um espetáculo sobre a força do conjunto, uma celebração de estar em comunidade e dos laços com o território. Em cena, experimentando corpos e sons imaginados, os intérpretes propõem formas diversas de ser e estar no mundo.

 

Provocados por três coreógrafos com experiências distintas, os intérpretes-criadores Adailson Dagher, Ariane Nogueira, Livia Lopes, Maura Menezes, Rose Mendonça e Thiago Mendes, também diferentes entre si, investigam suas identidades, nomes, origens e relações com o lugar onde vivemos: Mato Grosso do Sul. O trabalho reflete questões de diversidade, do pertencimento ao lugar, do encontro de fronteiras, da pluralidade de culturas e linguagens que nos atravessam.

 
VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370