Terça-feira, 19 de Março de 2019

CULTURA
Sexta-feira, 08 de Março de 2019, 09h:07

12ª edição da Semana do Artesão

Semana do Artesão começa no dia 19 com exposições, homenagens e eventos culturais

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) realiza a 12ª edição da Semana do Artesão, de 19 a 24 de março de 2019. A programação inclui eventos na Plataforma Cultural, Casa do Artesão, Praça dos Imigrantes, Cidade do Natal e Assembleia Legislativa.

Realizado em parceria entre o Governo do Estado, por meio da FCMS, e a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), o evento conta com o apoio das seguintes associações: Associação dos Produtores de Artesanato de MS (Proart/MS); União dos Artesãos de MS (Uneart/MS); Associação dos Artesãos da Praça dos Imigrantes (API/MS); Associação dos Artesãos de MS (Artems); Federação das Associações de Artesanato de MS (Fenart/MS) e Associação dos Micro Empreendedores Individuais (AMI/MS).

A FCMS realiza a Semana do Artesão há 11 anos. Trata-se de um evento anual em alusão ao dia do artesão, comemorado no dia 19 de março.  Seguem-se dias de homenagem aos profissionais do artesanato e de reconhecimento ao seu trabalho.

A Semana do Artesão é o principal evento de celebração do dia do artesão em Mato Grosso do Sul e ela se consolidou como momento de articulação e fortalecimento dos laços entre os trabalhadores do setor, seja individualmente ou por meio de suas entidades representativas.

“Por meio desta ação buscamos dar visibilidade ao trabalho criativo dos artesãos sul-mato-grossenses e assim valorizar essa produção, mostrando como o artesanato pode ser utilizado no desenvolvimento da economia como meio de geração de renda”, afirma a gerente de Desenvolvimento de Atividades Artesanais da Fundação de Cultura de MS, Katienka Klain.

Ela também reforça que promover o fortalecimento do artesanato do Estado como setor econômico sustentável e calcado na valorização das referências culturais sul-mato-grossenses também é um dos objetivos do evento. “Com a realização de oficinas de artesanato e de gestão como parte da programação, temos também o objetivo de favorecer a ampliação do acesso ao mercado e a valorização do artesanato regional”.

Para a diretora-presidente da FCMS, Mara Caseiro, é muito importante a Fundação de Cultura valorizar o trabalho dos artesãos. “Esta semana será de oportunidade de negócios para os artesãos, para agregar valor a esse produto. É uma oportunidade de comercializar os produtos e também oferecemos as oficinas para trazer aperfeiçoamento aos profissionais. Assim, a Fundação de Cultura valoriza a produção e a qualificação. Nosso artesanato traz uma cultura histórica, é um resgate de tradições. A produção artesanal é nosso patrimônio histórico, há um resgate da nossa cultura pelo artesanato. A Semana do Artesão também será um momento de entretenimento para a população”.

A Semana se inicia com noite cultural na Plataforma da Estação Ferroviária, às 19h, com exposição do trabalho do mestre artesão Elpídio de Freitas, música, dança e sorteio de brindes.

Elpídio Alves de Freitas nasceu em 15 de novembro de 1942, em Campo Grande. Sua avó, Jacinta Alves Pereira, é parente dos fundadores da cidade. Trabalhou em fábrica de vassouras, academia de bilhar, padaria e como garçom no metrô em São Paulo, onde se interessou pelo artesanato. Recebeu um convite para participar de uma exposição da companhia, como representante dos funcionários. Produziu então sua primeira peça: uma carranca.

A carranca foi a primeira peça produzida por Elpídio Alves de Freitas. Foto: Edemir Rodrigues

Voltou para Campo Grande em 1975 e recebeu o convite da Casa do Artesão, para expor. Começou fazendo porta bíblias, casarios e placas de fazenda. Atualmente trabalha com peças de cunho religioso: oratórios, Divino Espírito Santo e genuflexório.

Também produz peças de inspiração pantaneira, como ranchos, poços, porta-chaves. Começou a fazer suas famosas fazendinhas numa ocasião em que, tendo feito muitos presépios, sobraram muitas peças após as festas de fim de ano. Resolveu transformá-los em ranchos. Acrescentou fogões à lenha, poços, mesas e pilões. Telhados, que eram de capim, foram feitos de madeira.

Na quarta-feira (20.3), às 19h, na Assembleia Legislativa, acontece a Noite Honrosa, solenidade de entrega da Medalha Conceição dos Bugres aos artesãos que se destacaram em 2018. Deputados entregarão a medalha aos artesãos indicados pelas associações de artesãos como destaques na profissão em 2018.

No dia seguinte será o “Dia do Artesão na Casa”, exposição de artesanato dos homenageados pelas entidades do Setor Artesanal de MS, com apresentação musical e sorteio de brindes na Casa do Artesão, às 17h.

Em 2018 uma das atrações musicais foi o Grupo Sampri. Foto: Karina Lima

Na sexta-feira (22.3) será reinaugurado o Centro Referencial de Artesanato de Mato Grosso do Sul, às 19h, no Memorial da Cultura e da Cidadania. O Centro foi inaugurado em 21 de março de 2007, e expõe o acervo permanente do artesanato de referência cultural do Estado. Esteve fechado deste novembro de 2017 e agora é reinaugurado com novas aquisições ao acervo e restauração das peças antigas.

No sábado (23.3) será realizado o Café com Arte, na praça dos Imigrantes, às 10h, em homenagem aos artesãos, com feira de artesanato e apresentações culturais. 

Encerrando a programação da Semana do Artesão, a Cidade do Natal recebe no domingo (24.3), às 16h, a Feira de Artesanato Mãos que Criam, com feira de artesanato, gastronomia, música, dança e poesia. São mais de 300 artesãos expondo seus produtos.

Como parte das homenagens aos artesãos, acontecem duas oficinas gratuitas de artesanato: a de Estamparia Artesanal e a de Fibra e Madeira. As duas oficinas incluem orientações artísticas e de gestão, oferecidas gratuitamente através de parceria firmada entre  Sebrae/MS e FCMS.

Encerrando a programação cultural, a Cidade do Natal receberá a Feira de Artesanato Mãos que Criam.

A oficina de Estamparia Artesanal acontece no Centro Cultural José Octávio Guizzo, em Campo Grande, de 26 de março a 17 de abril, com as instrutoras Mary Saldanha (designer e pós-graduada em Artes Visuais e Cultura) e Paula Bueno (designer e pós-graduada em Design Gráfico). São oferecidas 20 vagas para pessoas a partir de 16 anos. As inscrições devem ser realizadas no Centro Cultural localizado na rua 26 de Agosto, 453 Centro. Somente serão aceitas inscrições feitas de forma presencial.A oficina de Fibra e Madeira será realizada na Casa do Artesão de Três Lagoas, de 25 de março a 5 de abril, com a instrutora de artesanato em fibras Lucimar Maldonado. São oferecidas 30 vagas para pessoas a partir de 18 anos. As inscrições devem ser feitas na Casa do Artesão (avenida Calógeras, 2.050 Centro) ou pelo telefone (67) 3383-2633 com o coordenador Eduardo Nakamura. 

Mais informações sobre a Semana do Artesão na Gerência de Desenvolvimento de Atividades Artesanais pelo telefone (67) 3316.9107.

Confira a programação na íntegra.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370