Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

DESTAQUE
Segunda-feira, 02 de Julho de 2018, 08h:37

Caravana da Saúde

População tem de volta iniciativa vitoriosa do Governo

Uma das mais ousadas e bem-sucedidas intervenções já realizadas por governos estaduais voltou a contemplar Mato Grosso do Sul. É a segunda etapa da Caravana da Saúde, que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lançou e realizou em 2016, seu primeiro ano de mandato.

2-8.jpg

 

 O sucesso foi tamanho que, a pedido da população, o governador decidiu investir novamente no projeto que havia assumido durante a campanha eleitoral para atacar a curto prazo o problema das filas de espera por consultas, exames e outros procedimentos.   Nesta segunda fase, a Caravana foi iniciada no dia 23 deste mês e vai até seis de julho em Campo Grande, Costa Rica e Maracaju. Em apenas três dias haviam sido realizados mais de 18 mil procedimentos, sendo oito ml consultas e 10 mil exames.

 O governo calcula que serão efetivadas, no total, mais de 32 mil consultas que incluem o trabalho de ginecologistas, cardiologistas, neurologistas, dermatologistas, urologistas, gastroenterologistas, mastologistas, angiologistas e pneumologistas.

No quadro de cirurgias gerais, a previsão é chegar a 18 mil intervenções vasculares, oftalmológicas, ginecológicas, otorrinolaringológicas, ortopédicas e urológicas. A população também terá acesso à exames laboratoriais, de mamografia, ultrassom das mamas, papanicolau e biópsia bucal. Os exames laboratoriais (mamografia, ultrassonografia das mamas, papanicolau e biópsia bucal) também estão elencados.

 

  PARCERIA - O estado e os municípios, em parceria, dão á Caravana uma dinâmica impressionante de agilidade, eficiência e mobilização. Em Campo Grande, por exemplo, a base central de operações dos profissionais, o Parque Ayrton Senna, demonstrou sua utilidade para esse tipo de ação de interesse publico, com estrutura adaptada para as necessidades clínicas e ténicas para o atendimento médico e a prestação de outros serviços, como o reconhecimento de união estável e a emissão de CNH digital.

"Campo Grande disponibiliza a relação de pacientes na fila, dá total apoio com equipamentos e trabalha auxiliando os hospitais” destacou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela. Os municípios do interior também são parceiros por meio da regulação, repassando informações sobre os pacientes que estão na fila por consultas, exames e cirurgias. No domingo, 24, a vice-governadora Rose Modesto (PSDB) representou o Reinaldo Azambuja na entrega de caixas cirúrgicas para estabelecimentos hospitalares de todo o Estado, sendo 53 delas para o Hospital Regional de Campo Grande. Foram investidos R$ 6 milhões em 538 caixas cirúrgicas.

Caravana-da-saúde-na-escola-Foto-Denilson-Secreta-31.JPG

 

"Trata-se de uma ação voltada para a saúde da população. Assim é a Caravana, que por onde passa deixa um legado de reestruturação da saúde pública, construindo e equipando hospitais, reduzindo filas e oferecendo serviços regionalizados e de alta complexidade”, pontuou Rose.      

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370