Sábado, 15 de Junho de 2019

DESTAQUE
Segunda-feira, 08 de Abril de 2019, 07h:59

Parceria Produtiva

Ter onde morar é direito que se afirma na capital

Hugo Miller

A construção de 1000 novas moradias, anunciada esta semana pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e prefeito Marquinhos Trad (PSD) representa um avanço muito além da geração de empregos, de aquecimento da economia ou da garantia para ampliar o número de pessoas socialmente incluídas no capítulo da habitação popular. É, acima de tudo, a demonstração de que a população campo-grandense e o poder publico municipal experimentam uma relação sustentada na afirmação de direitos fundamentais e legítimos.

            É com esse entendimento que o governador e o prefeito formalizaram na terça-feira, 2, o documento autorizando o aporte de verbas para a retomada das obras do Residencial Rui Pimentel I e II, garantindo 260 moradias para mil pessoas em situação de risco social. Segundo observou Trad, ao destravar obras que já deveriam estar concluídas há três anos, a parceria Estado-Município cumpre uma das responsabilidades mais emblemáticas que ambos assumiram em campanha.

            “Quando pegamos obras inacabadas e as concluímos, não importa quem foi que as lançou ou iniciou. O que importa é fazer, é concluir, é entregar a quem precisa, como vai acontecer agora com mil ou mais pessoas que estavam pagando aluguel, morando de favor, em subhabitações improvisadas disse. Ainda bem que Deus tem visto o esforço daqueles que tem agido com transparência e com coração”, completou Trad.

capa.JPG

 

            FALÊNCIA - Contratado em 2014 pelo Programa Minha casa Minha Vida com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), gerenciado pela Caixa Econômica Federal, o residencial tinha prazo para ser construído e entregue até 2016. No entanto, a empresa contratada para executar o projeto entrou em falência, sem completar o serviço, que já tinha 90% realizados.

            “Essas construções estavam paralisadas. Imaginem a aflição destas famílias. É uma situação humilhante, desesperadora, ficar à espera de um bem legítimo que tarda a chegar”, comentou Azambuja. O governador comentou que tudo está sendo feito para reduzir o déficit habitacional por meio da parceria entre o Governo e a Prefeitura. Até agora estão entregues em Campo Grande 2.059 casas, enquanto outras 2.958 estão em execução. “Todas elas serão finalizadas e entregues a seus futuros moradores até o final do próximo ano”, afiançou o governador.

Protagonista essencial e decisiva para o êxito dessa parceria, a CEF abriu suas portas para contribuir com o combate ao déficit de moradias na capital, como frisou o superintendente regional Evandro Narciso de Lima, ao aplaudir o trabalho conjunto entre o Estado e o Município. “Temos aqui um exemplo. Todo mundo buscou o bem maior, que é a conclusão deste empreendimento. Se não houvesse esta parceria, não teríamos colocado uma empresa lá dentro para concluí-lo”, sublinhou Lima, concluindo que até setembro próximo as moradias serão entregues.

            DIREITOS – Marquinhos Trad salientou o cuidado com que sua administração trata as reivindicações e necessidades da população. “Não é apenas realizando as obras que ficaram inconclusas nas gestões anteriores. O que estamos fazendo é uma ampla e minuciosa cirurgia de recuperação e de retomada do crescimento, mesmo com a falta de recursos compatíveis com as demandas”, assinalou, referindo-se às frentes de trabalho que voltaram a ser ativadas por meio dos investimentos em infraestrutura, saúde, ensino e outras áreas.

            O prefeito destaca que esses avanços são consequência de uma gestão consciente sobre suas responsabilidades e atenta ao desafio maior, que é assegurar um governo de comprometimento com os direitos fundamentais e inadiáveis das pessoas. “Não basta, dessa forma, garantir o direito da moradia. É preciso que se assegure também os demais direitos: do asfalto, da água, da energia elétrica, da boa escola, do posto de saúde, do lazer. Tudo isso faz parte do contexto conceitual que rege nossa administração”, definiu.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370