Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

ECONOMIA
Sexta-feira, 26 de Abril de 2019, 09h:32

Novo aumento

Gasolina volta a subir na segunda-feira

Preço médio do combustível chegará a R$ 4,3046 para efeito de cobrança de ICMS

Correio do Estado

O consumidor de Campo Grande poderá se preparar para novos aumentos dos combustíveis em Mato Grosso do Sul na próxima semana. A partir de 1º de maio, a pauta fiscal destes produtos terá reajustes que chegam a 4,29%, como no caso da gasolina. De acordo com tabela publicada ontem no Diário Oficial da União pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), em relação à gasolina comum, o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) do combustível sairá de R$ 4,1274 para R$ 4,3046, um avanço de dezessete centavos. Para a aditivada, o novo valor de referência é de R$ 6,0955, o que representa alta de 1,79% em relação aos R$ 5,9880 praticados atualmente.

O etanol terá majoração de 1,11% e valor de referência fixado em R$ 3,4251, diferença de três centavos em relação ao preço médio em vigor, de R$ 3,3876.

Outro produto com acréscimo expressivo no preço médio ponderado será a querosene de aviação, com alta de 4,01%, subindo de R$ 3,0698 para R$ 3,1928.

Ainda conforme o Ato Cotepe do Confaz, ovalor de referência para o litro do diesel S-10 no Estado vai de R$ 3,7241 para R$ 3,7576, acréscimo de 0,89%. Já no óleo diesel, o reajuste ficará em 0,96%, com valores passando de R$ 3,6077 para R$ 3,6425 no próximo mês.

O gás de cozinha (GLP) traz uma surpresa, com leve queda de 1,03% nos valores. A tabela do Confaz estabelece valor de R$ 5,5146, um pouco abaixo dos R$ 5,5718 praticados no mercado.

Já do gás natural veicular (GNV) mantém-se o valor de referência atual. O preço médio para o combustível fica em R$ 2,9429.

O chamado Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) é uma espécie de valor médio no comércio varejista de combustíveis e resulta de sondagem realizada pela Secretaria de Estado de Fazenda para fins de tributação. 

Majoração

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, em Campo Grande, somente em uma semana, o valor médio da gasolina nos postos saiu de R$ 4,037 para R$ 4,104. No entanto, o valor máximo já chega a R$ 4,90. Foi o sétimo reajuste consecutivo. 

O levantamento mostra ainda que os preços dos três principais combustíveis utilizados em Mato Grosso do Sul tiveram majoração neste mês em relação a março. A gasolina obteve maior índice de aumento em abril em MS, de 3,5%, quando comparado ao valor praticado no mesmo período do mês anterior. Em seguida, vem o etanol, com 1,8%, e o óleo diesel, 0,9%.

Na Capital, foram detectados ajustes também no etanol, que teve cotação média de R$ 3,35, com o mínimo de R$ 3,15 e o máximo de R$ 3,59. O valor médio do diesel praticado nos postos, por sua vez, ficou em R$ 3,504.  

Pra que serve a pauta fiscal dos combustíveis

A pauta fiscal (ou preço médio do combustível) serve de referência para a tributação e leva em conta a apuração dos valores praticados pelos revendedores. No sistema de comércio livre, os preços oscilam de acordo com a lei da oferta e da procura. O chamado Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) é uma espécie de valor médio no comércio varejista de combustíveis.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370