Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

ESPORTES
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2018, 09h:05

Análise: vitória fácil no Dérbi mostra um Palmeiras pronto para disputar os três títulos

GE

Marcos Riboli

E lá está o Palmeiras de Luiz Felipe Scolari, a só três pontos dos líderes do Campeonato Brasileiro. O integrante mais ranzinza da Turma do Amendoim terá que se esforçar muito para achar algum defeito na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians neste domingo. E só achará um: o placar poderia ter sido mais elástico.

O Palmeiras mostrou a solidez defensiva característica dos times de Felipão, e nem precisou exibir um repertório ofensivo mais variado. Sem correr nenhum risco, aproveitou bem a instabilidade do Corinthians, que estreava o técnico Jair Ventura. O Verdão mostrou estar pronto para disputar os títulos do Brasileiro, da Copa do Brasil (pega o Cruzeiro na semifinal) e da Libertadores (enfrenta o Colo Colo nas quartas).

O Palmeiras derrotou o Corinthians por pontos, quando poderia ter vencido por nocaute. Felipão passou a semana escondendo o time, testando garotos, dando a entender que as prioridades estão nas outras duas competições. Quando as escalações do Dérbi foram divulgadas, lá estava Dudu entre os titulares.

No primeiro tempo, o camisa 7 foi a exceção num time ainda travado, que preferia cruzar de qualquer lugar a construir as jogadas com alguma paciência. A marcação por pressão funcionava quase à perfeição, mas o Palmeiras tratava mal a bola quando a recuperava, mesmo quando tinha espaço para criar.

 
Veja a coletiva de Felipão após a vitória sobre o Corinthians

Veja a coletiva de Felipão após a vitória sobre o Corinthians

Com o rival controlado, Felipão ousou – tanto quanto ele se permite ousar. A entrada de Moisés no lugar de Thiago Santos fez o time elaborar um pouco mais as jogadas. Quando pôs a bola no chão, o Palmeiras abriu o placar: Marcos Rocha encontrou um espaço desses que não se encontram em clássicos e cruzou para Deyverson fazer o gol da vitória. Dudu ainda acertou a trave após um lindo "slalom" entre defensores do Corinthians.

 O triunfo na arena também serviu para mostrar que opções não faltam ao "time das Copas". A dupla de zaga e os dois laterais, por exemplo, estão à altura dos que estão jogando na Copa do Brasil e na Libertadores. Se precisar fazer alguma mudança, o técnico sabe que poderá fazê-las sem problemas. A presença de quase 40 mil pessoas na arena reforçou o casamento com a torcida.

Malandro, Felipão não se deixa contagiar pela euforia e diz que ainda há muito o que melhorar. É verdade: o Palmeiras pode trocar mais passes (foram menos de 250 neste domingo, índice baixo para quem teve mais de 50% de posse de bola) e não precisa levar os cartões amarelos que levou neste domingo. Lucas Lima, por exemplo, reclamou com veemência do árbitro antes dos 10 minutos e passou o jogo inteiro "pendurado".

Já são oito jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro desde que Scolari voltou "para casa", como ele mesmo gosta de repetir. As seis vitórias e os dois empates deixaram o time muito dentro da briga nos pontos corridos. O próximo desafio é no mata-mata: na quarta-feira, o Palmeiras recebe o Cruzeiro no jogo de ida Copa do Brasil.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370