Segunda-feira, 22 de Abril de 2019

ESPORTES
Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019, 12h:12

Futebol

Palmeiras atinge patamar europeu com patrocínio

Verdão tem garantido 24 milhões de euros por ano da patrocinadora até 2021

Por GloboEsporte.com — São Paulo

Foto: Fabio Menotti / Divulgação Palmeiras

Celebrado como "o maior da América Latina", o contrato de patrocínio entre Palmeiras e Crefisa está entre os maiores do mundo, ficando atrás apenas dos gigantes espanhois (Barcelona e Real Madrid), da potência alemã (Bayern de Munique) do novo rico francês (Paris Saint-Germain) e do top 6 inglês (Liverpool, Manchester City, Manchester United, Arsenal, Chelsea e Tottenham).

Para efeito de comparação, o GloboEsporte.com somou os três valores fixos anuais do novo contrato do Palmeiras com a Crefisa R$ 81 milhões em patrocínio de camisa, R$ 15 milhões em luvas e R$ 6,8 milhões em "propriedades de marketing" (inclui salários de jogadores), totalizando R$ 102,8 milhões.

Esse valor pode crescer caso o Palmeiras alcance as metas estipuladas em contrato – conquistas de título e classificação para a disputa da Libertadores. Se o time alcançar todas elas, receberá mais R$ 34 milhões por ano.

 

Esses R$ 102,8 milhões do Palmeiras equivalem a 24 milhões de euros pela cotação da última terça-feira.

 

O Real Madrid tem acordo com a Emirates que rende ao clube 70 milhões de euros, acordo renovado em 2017 e que na época superou o do Manchester United, que recebia da Chevrolet cerca de 62 milhões de euros. O Barcelona recebe 55 milhões de euros pelo patrocínio master da Rakuten, mas tal valor pode aumentar em até 19 milhões de euros considerando acordo pela exposição da marca Beko em outros espaços da camisa.

Documentos vazados recentemente pelo Wikileaks apontam que o Manchester City recebe 59 milhões de euros. Arsenal, Chelsea e Liverpool (todos com 45,9 milhões de euros em patrocínio), e Tottenham (40,2 milhões de euros), completam levantamento sobre os clubes ingleses publicado pelo site SportingIntelligence, no ano passado.

Na Alemanha, o Bayern de Munique recebe cerca de 35 milhões de euros de patrocínio, enquanto o PSG, da França, embolsa aproximadamente 30 milhões de euros.

A Juventus recebe 26,7 mihões de euros para estampar os nomes da Jeep e da Cygames, mas esse valor merece um "asterisco", já que a Jeep pertence à Fiat, dona da Juventus. Especialistas no assunto entendem que se a Juve fosse ao mercado atrás de um patrocínio que não fosse o do próprio dono, receberia um valor bem maior.

 
Juventus, de Cristiano Ronaldo, recebe 26,7 milhões de euros por ano em patrocínios — Foto: Reuters

Juventus, de Cristiano Ronaldo, recebe 26,7 milhões de euros por ano em patrocínios — Foto: Reuters

Milan, Internazionale, Roma e Sassuolo vão faturar menos de 20 milhões de euros pelo mesmo período, de acordo com publicação do Corriere Dello Sport de agosto de 2018, quando se iniciou a atual temporada do futebol italiano.

Entre os clubes brasileiros, o Palmeiras tem vantagem em relação aos principais concorrentes da Série A do Campeonato Brasileiro. O Corinthians, por exemplo, anunciou acerto com o BMG e recebeu adiantamento de R$ 30 milhões, mas, de acordo com o clube alvinegro, o valor de patrocínio será variável – o Timão espera receber pelo menos R$ 42 milhões em 2019.

 

No ano passado, o Flamengo recebeu da Caixa apenas pelo espaço master o valor de R$ 25 milhões. A mesma empresa desembolsou R$ 12 milhões para o Vasco, R$ 10 milhões para Botafogo, Atlético-MG, Cruzeiro e Santos, R$ 6 milhões para Athletico, Bahia e Vitória, e R$ 4 milhões para Ceará. Os gaúchos Grêmio e Internacional faturaram cerca de R$ 30 milhões cada em 2018 pelas marcas expostas em seus uniformes.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370