Domingo, 21 de Julho de 2019

ESPORTES
Sexta-feira, 08 de Fevereiro de 2019, 09h:08

UFC 234

Spider e Adesanya mostram respeito em coletiva na Austrália

sportv.globo

Getty Images

A coletiva de imprensa do UFC 234, realizada nesta quinta-feira em Melbourne, na Austrália, foi marcada pelo respeito entre os quatro atletas participantes: Anderson Silva, Israel Adesanya, Kelvin Gastelum e Robert Whittaker evitaram as provocações e até trocaram elogios durante os cerca de 45 minutos de duração do evento. Protagonistas do co-evento principal do torneio, Anderson Silva e Israel Adesanya chegaram a trocar elogios ao falarem um do outro. 

- Eu vi os seus vídeos no Youtube e pensei: "Esse menino tem muito talento, por que ele não está no UFC?" Dois meses depois, ele estava lá. Ele é muito bom. Não tenho nada a falar sobre ele, a luta fala por si. Israel é um grande talento e tem um grande futuro nesse esporte. Tenho sorte para estar aqui lutando contra ele. É um desafio para mim, mas é para ele também. Não se trata de saber se ele é bom o suficiente para me vencer, mas sim de saber quanto tempo ele consegue se manter no topo deste esporte - disse o brasileiro.

Adesanya devolveu a gentileza com um comentário igualmente elogioso, mas com uma pitada de provocação.

- No sábado eu terei o maior desafio de todos. Vocês sabem que é esse cara aqui? É Anderson Silva. Os fãs mais novos podem falar de Conor McGregor e Ronda Rousey, mas esse cara é Anderson Silva. Foi ele que me trouxe para esse esporte. Para mim, será uma honra tirá-lo do esporte. Logo após a minha última luta eu mandei mensagens para Dana White dizendo que queria lutar contra Anderson. Ele me disse para pisar no freio, mas aqui estamos. O que eu posso dizer é que eu serei campeão em 2019.

Anderson foi recebido com aplausos dos fãs, e a cada resposta sua, os presentes aplaudiam e gritavam palavras a seu favor. O brasileiro aproveitou para falar, em um inglês muito bom, que a sua família aprendeu a respeitar a sua decisão de continuar lutando por ser a sua paixão.

- Quando falei com a minha família, a reação é sempre a mesma: "Por que? Por que você faz isso?" E eu respondo que essa é a minha vida, e eu quero fazer o que eu amo, por mim. Quando eu parar, não vou mais voltar. E eles entendem. Todos têm famílias, que querem ficar junto de você. No octógono, a coisa é séria. Ninguém está brincando. Acidentes acontecem, eu quebrei minha perna lá. Mas é uma paixão, e a minha família respeita isso. Por isso eu continuo a lutar.

Perguntado sobre como reagia ao ser apontado como o melhor de todos, Anderson também falou sobre o quanto o MMA, e o UFC, podem ser dinâmicos durante a carreira de um lutador.

- Este esporte é muito interessante. Um dia você vence e todos dizem que você é o maior. De repente, você perde, e tudo muda. A primeira vez que perdi aqui foi para Chris Weidman, e ele ficou com o cinturão por algum tempo. É legal ver pessoas vivendo o meu sonho. Não importa se alguém ganha ou perde, o que interessa é o esporte crescer. É difícil falar disso, porque todos os lutadores do UFC são os melhores do mundo. Não se trata de mim. Quando falam de luta comigo, dizem que sou o melhor. Mas o que interessa é o que você faz de especial para o esporte. Muita gente me ajudou a fazer o que eu fiz. Não se trata de mim, se trata da família do UFC - disse, sendo aplaudido por alguns fãs.

 

 

Discretos, Whittaker e Gastelum são ofuscados

 

Protagonistas da luta principal da noite, válida pelo cinturão dos pesos-médios da organização, o campeão Robert Whittaker e o desafiante Kelvin Gastelum acabaram ofuscados pela presença de Anderson Silva e pelo carisma de Israel Adesanya. Os lutadores, no entanto, deixaram claro que estão concentrados em seus objetivos, mesmo mantendo o respeito durante toda a coletiva.

 
Embedded video 

Perguntado como se via sendo o vilão do show para os australianos, Gastelum se surpreendeu com o rótulo e garantiu que, mesmo preferindo estar lutando nos EUA, sairá da Austrália com o título. O americano aproveitou para responder aos que o consideram azarão.

 
Kelvin Gastelum na coletiva do UFC 234 — Foto: Getty Images

Kelvin Gastelum na coletiva do UFC 234 — Foto: Getty Images

 

- Eu sou o vilão (risos)? Eu gostaria de estar em Las Vegas, com a minha família. O lado bom do meu trabalho é fazer o que eu amo viajando o mundo e conhecendo lugares e pessoas novas. Estou aqui na Austrália para ser campeão. As pessoas me subestimam desde o TUF 17. Ninguém nunca me colocou como favorito em nenhuma daquelas lutas, principalmente na final, contra Uriah Hall. Não é uma surpresa para mim. Posso estar errado, mas tenho resposta para tudo que Robert trouxer para a luta.

O campeão manteve o tom das entrevistas, e não deixou de ressaltar as qualidades do seu adversário. Para Robert Whittaker, Gastelum tem mesmo que tentar nocauteá-lo no primeiro round, mas avisa: ele também sabe bater forte.

 
Robert Whittaker na coletiva do UFC 234 — Foto: Getty Images

Robert Whittaker na coletiva do UFC 234 — Foto: Getty Images

- Kelvin é muito perigoso para desviar o foco. Entendo que toda luta é equilibrada, não importa o quanto você se prepara. Vamos ver o que acontece no dia da luta. Kelvin tem um bom soco, e deve tentar mesmo me nocautear. Ele bate forte, mas eu também bato.

Perguntado se lutar mais uma vez ma mítica Rod Laver Arena seria uma motivação especial, o australiano brincou dizendo que o que mais o motiva é enfrentar um adversário que quer "matá-lo" no octógono.

 

- Já é motivação suficiente saber que ele quer me matar (risos). Mas lutar na Rod Laver Arena é muito especial. É um lugar sensacional.

Combate transmite o UFC 234 ao vivo, na íntegra e com exclusividade no próximo sábado, a partir de 20h50 (de Brasília). O SporTV 3 e o Combate.com transmitem as três primeiras lutas do card preliminar - o site acompanha todo o evento em Tempo Real. Na sexta-feira, a partir de 21h45, o Combate, o Combate.com e o SporTV 3 transmitem a pesagem do evento ao vivo.

UFC 234
9 de fevereiro de 2019, em Melbourne (AUS)
CARD PRINCIPAL (1h, horário de Brasília):
Peso-médio: Robert Whittaker x Kelvin Gastelum
Peso-médio: Israel Adesanya x Anderson Silva
Peso-galo: Rani Yahya x Ricky Simón
Peso-mosca: Montana de la Rosa x Nadia Kassem
Peso-meio-pesado: Jim Crute x Sam Alvey
CARD PRELIMINAR (21h30, horário de Brasília):
Peso-leve: Devonte Smith x Ma Dong Hyun
Peso-pena: Austin Arnett x Shane Young
Peso-mosca: Kai Kara-France x Raulian Paiva
Peso-galo: Teruto Ishihara x Kyung Ho Kang
Peso-leve: Lando Vannata x Marcos Rosa
Peso-leve: Jalin Turner x Callan Potter
Peso-galo: Wuliji Buren x Jonathan Martinez

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370