Strict Standards: Declaration of KT_ADODB_mysql::Connect() should be compatible with ADOConnection::Connect($argHostname = '', $argUsername = '', $argPassword = '', $argDatabaseName = '', $forceNew = false) in /home/jornalon/public_html/adodb/Iakt/drivers/KT_adodb-mysql.inc.php on line 6

Strict Standards: Declaration of KT_ADODB_mysql::PConnect() should be compatible with ADOConnection::PConnect($argHostname = '', $argUsername = '', $argPassword = '', $argDatabaseName = '') in /home/jornalon/public_html/adodb/Iakt/drivers/KT_adodb-mysql.inc.php on line 6

Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/jornalon/public_html/adodb/Iakt/drivers/KT_adodb-mysql.inc.php:6) in /home/jornalon/public_html/config/config.php on line 87

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/jornalon/public_html/adodb/Iakt/drivers/KT_adodb-mysql.inc.php:6) in /home/jornalon/public_html/config/config.php on line 87
Alta nos preços derruba em até 31,4% consumo de combustível :: Jornal do Ônibus

Terça, 14 de novembro de 2017, 08h48
Alta nos preços derruba em até 31,4% consumo de combustível
Etanol teve maior recuo em vendas, seguido pelo diesel

Correio do Estado

Mudanças na política de preços, alta tributária, retração do consumo e o desaquecimento econômico impactaram as vendas do setor de combustíveis em Mato Grosso do Sul neste ano.

De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), as distribuidoras acumulam queda de 31,4% na comercialização do etanol, 6,3% de redução no volume de comercialização do óleo diesel e aumento de apenas 5,5% na gasolina vendida no Estado de janeiro a setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Em trajetória contrária, hoje a gasolina já pode ser encontrada pelo preço máximo de R$ 4,29 o litro em postos sul-mato-grossenses, conforme levantamento de preços fechado no dia 11 pela ANP.

Já o etanol está sendo vendido por até R$ 3,079 e o diesel, pelo valor máximo de R$ 3,790. 

De acordo com os dados da ANP, as vendas do biocombustível em MS somaram 61,194 milhões de litros de janeiro a setembro deste ano no Estado, o menor volume registrado neste período de comparação em 11 anos.

O mais baixo consumo havia sido registrado em 2006, somando 45,568 milhões de litros.


Fonte: Jornal do Ônibus
Visite o website: http://www.jornaldoonibusms.com.br/