Caldeirão Político

Quinta-feira, 08 de Novembro de 2018, 12h:06

Quadrilha roubou quase 40 veículos durante quatro meses

Dourados News

Quadrilha especializada no roubo de veículos em Dourados é responsável por pelo menos 38 vítimas no município ao longo de aproximadamente quatro meses. Os dados foram repassados ao Dourados News nesta quinta-feira (8/11) pelo delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais), Rodolfo Daltro.

Do grupo, composto por oito pessoas, dois morreram em confronto com a polícia e dois estão presos.

Já quatro criminosos ainda se encontram foragidos, porém, identificados e com mandados de prisão expedidos pela Justiça. 

Hoje pela manhã, o delegado apresentou duas pessoas presas na tarde de quarta (7/11), na região da Sitioca Campo Belo, por envolvimento nesses crimes. 

Um deles, Rener Pimentel, 21, é considerado de alta periculosidade e possuía sete mandados de prisão expedidos contra ele. O outro é Adriano Aparecido Souza Plácido, 35, que estava na companhia do rapaz e participou da ação orquestrada pelo comparsa na terça-feira, quando duas motos foram roubadas no município. Com eles os policiais apreenderam um revólver calibre 22.

No momento do flagrante, ambos tentavam fugir para a região de fronteira. 

Na ocasião, duas mulheres foram detidas dentro de um táxi que daria o suporte aos suspeitos. Elas prestaram depoimento e liberadas posteriormente. 

A quadrilha 

De acordo com Rodolfo Daltro, a quadrilha agia em oito pessoas e os assaltos começaram em junho. “Desde junho detectamos vários roubos a caminhonete e automóveis, todos de formas semelhantes”, contou. 

Além dos carros de luxo, o grupo também realizava roubos a motos de altas e baixas cilindradas.
“São oito roubos a carros de luxo e 10 de motos acima de 300cc, além de 20 roubos de motos com cilindradas mais baixa, como Titan e Biz”, disse o delegado. Os veículos de baixa cilindradas eram usados, na maioria das vezes, para cometer outros assaltos.

Rener tinha como comparsas Rodrigo Ferreira Dias, conhecido como ‘R3’ e Arthur Rodrigues Neto, o ‘Mizuno’, mortos em confronto com a polícia no dia 25 de outubro, na ‘favelinha’ do bairro Estrela Verá.

Ele também é apontando pela participação na tentativa de assalto ao então candidato ao Senado, Nelsinho Trad, ocorrido em frente a um hotel de Dourados, no dia 23 de setembro. 

Na ocasião, os criminosos levaram a pistola .40 usada pelo segurança do senador eleito, recuperada durante perseguição a um adolescente paraguaio, que atuava ao lado do criminoso após os óbitos de seus comparsas.

 


Fonte: Jornal do Ônibus

Visite o website: jornaldoonibusms.com.br