Caldeirão Político

Sexta-feira, 16 de Agosto de 2019, 11h:14

Juiz aceita legítima defesa e absolve agente federal que matou em show

Crime ocorreu no dia 24 de setembro de 2017 no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês

Campo Grande News

O juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, aceitou a tese de legítima defesa e absolveu sumariamente o agente penitenciário federal Joseilton de Souza Cardoso, 38 anos, que matou a tiros o pedreiro Adilson Silva Ferreira dos Santos, 23 anos, em um show no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês no dia 24 de setembro de 2017.

Conforme a decisão, as provas colhidas no decorrer do processo apontam que Joseilton agiu em legítima defesa. Cinco testemunhas que presenciaram a briga relataram que o agente estava ''apanhando muito'' quando efeituou o disparo que atingiu Adilson.

Segundo o juiz, Joseilton passou por exame de corpo de delito, que apontou várias lesões pelo corpo. Ainda segundo o magistrado, o acusado teria se identificado como agente e, no momento em que tentava pegar a carteira funcional no bolso, a vítima foi "para cima" dele como se fosse pegar a arma de fogo.

''De igual modo, fez uso moderado, já que efetuou apenas um disparo, com o fim de cessar o ataque que sofria. Por fim, não há dúvida que o acusado defendia a sua própria integridade física'', disse o magistrado na decisão.

Joseilton respondia o processo em liberdade provisória desde outubro de 2017. Na época, a Justiça considerou que o agente possuía residência fixa, trabalho lícito e bons antecedentes criminais.

Caso – O crime aconteceu no camarote do show de Henrique e Juliano, realizado no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês, no dia 24 de setembro. Adílson foi assassinado com um tiro no peito, e Joseilton foi preso em flagrante logo depois, e disse que agiu em legítima defesa. A pistola ponto 40 usada por ele foi apreendida.


Fonte: Jornal do Ônibus

Visite o website: jornaldoonibusms.com.br