Domingo, 19 de Janeiro de 2020

POLÍCIA
Quarta-feira, 06 de Março de 2019, 08h:45

Belo Horizonte

Adolescente é suspeita de matar avó e fazer festa na mesma casa em condomínio

/bhaz.com.br

Um crime bárbaro foi descoberto no fim da tarde de segunda-feira (4), na região da Pampulha, em Belo Horizonte. Uma mulher de 57 anos foi encontrada morta no próprio quarto, com o corpo já em estado de decomposição, pela filha dela. E a principal suspeita, segundo a polícia, é a neta da vítima, de 17 anos.

O corpo foi encontrado pela própria filha da vítima. A mulher, de 32 anos, ficou incomodada em não conseguir falar com a mãe por telefone e resolveu ir pessoalmente à residência dela. Chegando na casa, dentro do condomínio Villa Borghese, a porta estava trancada e ninguém atendia aos chamados.

A mulher, então, decidiu chamar um chaveiro e, logo quando entrou, percebeu que algo estava estranho: a residência estava bagunçada. Além disso, um cheiro muito forte vinha justamente do quarto onde a mãe dela dormia. Na porta de acesso ao cômodo, uma lona amarela havia sido instalada com pregos, com o objetivo – concluíram a mulher e os militares posteriormente – de evitar a propagação do mau cheiro.

Quando entrou no cômodo, a mulher viu, então, o corpo da mãe enrolado em um lençol ao lado da cama. A polícia foi acionada, observou o mesmo cenário, isolou a área e constatou que o corpo era de Elisabete Martins Augusto Amorim, já em estado avançado de decomposição.

Foram encontrados no mesmo cômodo um travesseiro sujo de sangue e uma faca. Os policiais, então, interrogaram vizinhos, que afirmaram que o cheiro forte vinha daquela residência desde o início do ano.

E mais: a neta dela, de 17 anos, que morava na mesma casa, realizou diversas festas no local – sendo a última delas há cerca de 15 dias. O fato foi confirmado por funcionários do condomínio.

Como a polícia não foi acionada pela adolescente em nenhuma ocasião, a menina foi alçada à suspeita. Os policiais identificaram, ainda, movimentações recentes no cartão da mulher morta.

A filha da vítima tentou encontrar a suspeita através de contato telefônico, mas não obteve sucesso. A Polícia Civil, agora, realiza as investigações e procura pela adolescente.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370