Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

POLÍCIA
Sexta-feira, 11 de Outubro de 2019, 16h:17

Dourados

Denunciado por queimada, morador morre em confusão com guardas

Ele foi atingido por munição não letal, depois de ameaçar agentes com tesoura, segundo comandante

Campo Grande News

Confusão após morador queimar folhas em terreno resultou em morte. (Fotos: Adilson Domingos)

Identificado como Alcindo Alexandre Neto, de 35 anos, morador da Vila Cachoeirinha, em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, morreu na tarde desta sexta-feira (11) depois de envolver-se em confusão com guardas municipais. Ele foi atingido por pelo menos um tiro de munição não letal.

A morte aconteceu depois de denúncia que de o morador estava fazendo queimada em um terreno, para livrar-se de folhas amontoadas. Quando a equipe da Guarda chegou ao local, ele teria ficado alterado, se armado de tesoura e chegado a derrubar um dos agentes de segurança, segundo afirmou ao Campo Grande News o comandante da Corporação, Divaldo Machado.

300x225-6bfe93b932f9fe2114b08628b64860ee.jpg

Tesoura que, segundo a Guarda, estava com o morador.

De acordo com o comandante, não é possível saber se a morte ocorreu em decorrência do ferimento de munição menos letal ou de algum mal súbito, uma vez que a vítima, de acordo com ele, apresentou-se bastante nervosa.

Em Dourados, os guardas tem autorização para usar armas de fogo, mas as primeiras informações são de que o agente que conseguiu reagir durante a confusão usou um tipo de arma que não é feita para ferir gravemente. O tipo não foi esclarecido.

O caso ainda está sendo registrado pelas autoridades por isso as circunstâncias ainda vão ser apuradas.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370