Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020

POLÍCIA
Quarta-feira, 14 de Outubro de 2020, 11h:25

Fronteira

Homem é morto a tiros em fronteira manchada de sangue pelo crime organizado

Wagner Dorta de Freita, de 30 anos, morreu logo após sofrer atentado em Coronel Sapucaia

Campo Grande News

Wagner Dorta de Freita foi executado por pistoleiros, hoje em Coronel Sapucaia (Foto: Reprodução)

Os crimes de pistolagem não param na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai, marcada pela guerra travada pelo crime organizado. Wagner Dorta de Freita, 30, o “Cabelo”, morreu após ser alvejado por pistoleiros no início da tarde desta terça-feira (13) no bairro Mate Laranjeiras, em Coronel Sapucaia, a 400 km de Campo Grande.

Junto com irmã gêmea Capitán Bado, no lado paraguaio, Coronel Sapucaia é uma das principais bases das facções que dominam o tráfico de drogas e de armas na Linha Internacional.

De acordo com as primeiras informações, Wagner seguia de carro pelo bairro onde morava quando foi atacado a tiros. Ele ainda chegou a ser socorrido, mas morreu logo em seguida.

Em postagem feita por volta de 13h, a mulher dele lamentou a morte: “descanse em paz, meu amor. Eu e o Davi te amamos muito”, escreveu. Wagner tinha um filho pequeno.

Há duas semanas, o ex-policial civil Sérgio Adriano Moraes Trindade, 44, foi executado a tiros de pistolas calibres 40 e 9 milímetros quando cortava o cabelo no Centro de Coronel Sapucaia. Ele foi morto por dois pistoleiros que invadiram o local com armas nas mãos. Até agora não há pistas dos criminosos.

 

 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370