Terça-feira, 14 de Julho de 2020

POLÍCIA
Quarta-feira, 27 de Maio de 2020, 08h:31

Tráfico de drogas

Servidor é preso por usar caminhonete da Funai para buscar maconha na fronteira

Homem tem 30 anos de carreira e estava com 300 kg da droga

Topmidia News/Thiago de Souza

Servidor público da Fundação Nacional do Índio, de 54 anos, foi preso por policiais da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado, na noite desta terça-feira (26), com cerca de 300 kg de maconha, perto de Anhanduí. Ele se aproveita das viagens às aldeias indígenas para buscar droga na fronteira e levar para Campo Grande. 

Conforme a titular da Deco, Ana Cláudia Medina, o flagrante ocorreu nas proximidades de Anhanduí, após denúncia e investigações sobre tráfico de grande quantidade de drogas. 

Ainda segundo a polícia, o servidor usava uma caminhonete L200, pertencente à Secretaria Especial de Saúde Indígena, sendo que a droga estava camuflada em isopores, na carroceria do veículo. 

maconha-deco.jpg

Droga estava camuflada em isopores. (Foto: Divulgação Deco)

O suspeito saía de Campo Grande para atendimento à saúde indígena em Dourados, onde passava cerca de uma semana. Nesse tempo, ele seguia até a fronteira com o Paraguai, no período vespertino, carregava o veículo e levava até um destino desconhecido na Capital. Em seguida retornava para Dourados, sem gerar desconfiança.

Ainda de acordo com a investigação, a discrição era uma característica do suspeito, que agia semanalmente e há muito tempo. Foi apontado também que o fato da caminhonete estar caracterizada como de órgão público, facilitava a passagem pelas rodovias, já que não gerava suspeitas por parte agentes fiscalizadores. 

Após a prisão, o suspeito, o veículo e a droga foram encaminhados para a Polícia Federal, em Campo Grande.    

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370