Terça-feira, 25 de Junho de 2019

POLÍTICA
Domingo, 14 de Abril de 2019, 09h:10

MS Não Para

Agenda dos 100 dias sinaliza mais avanços para o Estado

Hugo Miller

 Com medidas de impacto e ajuste rigoroso no controle do custeio, os primeiros  100 dias do segundo mandato do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) trouxeram para a população uma certeza que pode resumir o objetivo maior de sua administração: o Estado não vai parar de crescer. Enquanto adota providências essenciais para que as finanças não desandem – e para isso há intervenções nem sempre simpáticas, como o enxugamento da folha de salários -, o governador aperfeiçoa os mecanismos gerenciais e administrativos que seguem o bem-sucedido planejamento executado nos primeiros quatro anos de mandato.

                   O esforço é para melhorar o enquadramento do Estado no cenário prolongado de crise e manter sua habilitação para não interromper a retomada do desenvolvimento, que deu a Mato Grosso do Sul condições concretas de resistir à escassez de recursos e às retrações da economia. O governo encarou esta pressão e vem conseguindo, gradualmente, revitalizar sua capacidade de investimentos, como estão indicando os resultados já alcançados no primeiro trimestre deste ano. “Vamos tomar medidas duras, contenção de gastos, enxugamento da folha, revisão de contratos. Mas tudo isso dentro de uma perspectiva vitoriosa, a que está nos possibilitando retomar o desenvolvimento”, afirma.

Obras-Residencial Rui Pimentel 1 e 2-Foto: Chico Ribeiro

                   A SENHA - Já no primeiro dia de trabalho, em janeiro passado, Azambuja reuniu totós os seus secretários para dar a senha dessa determinação: “A partir de hoje a meta principal é cumprir o que colocamos como meta para a população e que foi aprovado. O cumprimento dos contratos de gestão, foco no desempenho, racionalizar gastos com folha de pessoal e compras governamentais, redução de contratos, enfim, buscar um resultado financeiro cada vez melhor e transformar isso em políticas públicas para melhorar a vida das pessoas”.

                   Em março, um significativo avanço na direção da eficiência e da qualidade do gasto, direcionado para qualificar os serviços públicos, melhorar o atendimento à população e assegurar uma exigência intransferível, a redução do peso da máquina, com a reinstituição da jornada de 40 horas semanais – oito horas diárias em toda a administração pública. A medida objetiva também cumprir rigorosamente a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), reduzindo gastos com pessoal, que chegou a R$ 6,2 bilhões em 2018 – 57,98% da receita líquida, acima do limite prudencial. “Queremos e vamos continuar levando investimentos estruturantes para todos os 79 municípios”, avisa Azambuja.

Casas bairro Bom Retiro-entrega-Foto:Chico Ribeiro

                   Esse desejo se manifesta nas ações concretas que se registram nos 100 dias. A capital sulmatogrossense vem recebendo seguidas injeções de ânimo do Estado, por meio de uma parceria frutífera traduzida em investimentos e serviços. Nos quatro anos do primeiro mandato mais de R$ 700 milhões já haviam sido mobilizados pelo Estado em obras como a recomposição viária e urbana de vias como a Mato Grosso, Via Parque e Euler de Azevedo e na conclusão de empreendimentos como o Hospital do Trauma. Agora, um novo “pacote”, de R$ 180 milhões, garante à cidade soluções de mobilidade urbana e o fim de pontos de alagamentos, na segunda etapa da ação “Juntos por Campo Grande.

                   No interior, de janeiro a abril deste ano a colheita de obras também avança na batida empreendedora que os 78 municípios viveram de 2015 a 2018. Em Corumbá, os investimentos em saneamento básico concluídos, em execução e a executar chegaram a mais de R$ 78 milhões - com R$ 35 milhões desse total desembolsados pela Sanesul.  E o diretor-presidente da estatal, Walter Carneiro Jr, crendo que será renovada a concessão dos serviços na cidade, anuncia novo plano de investimentos em água e esgotamento sanitário, além de prever diminuição na tarifa de esgoto de 70% para 50%.

Resultado de imagem para azambuja investimentos em corumba

Em Aquidauana, Azambuja entregou na semana passada a revitalização do Ginásio Poliesportivo, que recebeu investimentos superiores a R$ 500 mil. Em Dourados, além de diversas obras entregues e em execução, como o Hospital Regional, o governo acaba de confirmar que só aguarda um laudo da Caixa Econômica Federal para dar início ao processo licitatório da reforma do Hemocentro Regional. O investimento, com verbas estaduais e federais, será de R$ 2,3 milhões. Anualmente são coletadas cerca de 12 mil bolsas, produzidos 28.500 hemocomponentes, distribuídos 18 mil hemocomponentes e realizados três mil exames de provas de compatibilidade sanguíneas nesta unidade.

Reforma  do Ginásio Poliesportivo em Aquidauana-Foto:Chico Ribeiro

Em Nioaque, o governador festejou o aniversário de 170 anos da cidade com o lançamento e entrega de obras em várias áreas, como a notícia de que vai liberar R$ 700 milhões para o hospital e a inauguração de pavimentações e drenagem. Entregou ainda materiais esportivos para atender escolas estaduais de Bodoquena, Bonito, Guia Lopes da Laguna e Nioaque.

Nioaque recebe obras, materiais esportivos e lotes urbanizados-Foto:Chico Ribeiro

Com a aprovação de 10 projetos no âmbito do Programa “Avançar Cidades”, para Mobilidade Urbana no Grupo I (cidades de até 250 mil habitantes), o Estado já garantiu R$ 80 milhões 219 mil em verbas federais para investir em Ponta Porã, Paraíso das Águas, Sonora, Aral Moreira, Antônio João, Naviraí, Aquidauana, Maracaju, Ivinhema e Bonito. São obras de infraestrutura (pavimentação, drenagem e sinalização viária). “Saúde, educação, segurança, geração de empregos, crescimento sustentável e gestão transparente formam o conjunto de prioridades que movem nosso governo, em uma estratégia que se ampara na responsabilidade, na transparência e na ética”, definiu Azambuja.  

GALERIA DE FOTOS

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370