Celulose tem espaço para alta acima do consenso, puxando Suzano (SUZB3) e Klabin (KLBN11)

publicidade

Apesar das ações da Suzano (SUZB3) e da Klabin (KLBN11) operarem em queda nesta quinta-feira (20), a Ágora Investimentos enxerga um potencial de alta para a celulose acima do consenso de mercado, o que pode alavancar os ganhos das produtoras de papel & celulose. 

A corretora recomenda a compra de ambas as ações, mas elenca a Suzano com a predileta, com preço-alvo de R$ 90.

 Levando em conta o valor de fechamento na quarta (19), a ação pode disparar 45% nos próximos 12 meses. Já a Klabin, com preço-alvo de R$ 37, tem espaço para subir 44%. 

 Os analistas Thiago Lofiego e José Cataldo, que assinam o relatório, estimam que os preços da celulose em 2022, no caso da fibra curta, podem alcançar US$ 650 por tonelada, superior ao consenso de mercado a US$ 550 e ao valor no spot a US$ 600.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Outono terá chuva acima da média, tempo seco e baixas temperaturas

Compartilhe essa Notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Share on whatsapp

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade