Domingo, 13 de Junho de 2021

COLUNISTAS
Terça-feira, 30 de Março de 2021, 10h:06

Wilson Aquino

Arbítrio com responsabilidade

Uma das belezas do Plano de Deus para a salvação da humanidade é o livre arbítrio dado a todos os Seus filhos. É a capacidade de escolher entre o certo e o errado e de agir por si mesmo(a).

Depois da concessão da própria vida, o direito de dirigi-la é sim uma das maiores Dádivas do Senhor a você.

Esse direito é tão importante que foi inclusive o motivo da queda de Satanás do Reino Celestial. Ele não queria que o homem tivesse arbítrio e sim que obedecesse aos Mandamentos de maneira obrigatória.

Além disso, se ofereceu para executar esse plano depois que a Terra foi criada por Jesus Cristo a mando do Pai. Entretanto queria toda honra e toda glória pela sua execução, demonstrando seu grande orgulho e desrespeito à soberania de Deus.

No final, prevaleceu o Plano de Jesus Cristo, que se ofereceu também para ser sacrificado pelos pecados cometidos pelo homem, por conta do mal uso do arbítrio no dia a dia.

Pondere sobre a beleza e profundidade do Plano em vigor, onde temos não só o arbítrio, mas também a capacidade de distinguirmos o bem e o mal. Isto é sim, sem dúvida alguma, uma grande bênção na vida de absolutamente todos nós.

Quantos de nós já não viveram isso, de se deparar diante de dois caminhos e obtermos conhecimento próprio dos riscos e perigos que um deles oferece e o outro não?

 Quantos de nós, na longa jornada da vida, já não contrariou a voz do Espírito Santo que também nos ajuda, alertando sobre os perigos no caminho? Das escolhas erradas?

Mesmo assim, muitos de nós acabam trilhando aquele caminho que pode provocar consequências irreparáveis e até fatais. Movidos por influência de amigos ou pela busca de emoções e sentimentos desnecessários, ilusórios.

Todos sabemos de filhos que foram alertados principalmente pelos pais sobre os perigos de determinadas escolhas que fizeram na vida, em nome do prazer, da diversão, da curtição... e no final se tornaram vítimas de acidentes e tragédias que os marcam por toda a vida. Isto quando não são fatais.

Se nos conscientizarmos de que somos filhos especiais de Deus e que temos essa incrível capacidade de distinguirmos o certo e o errado, só nos resta então o bom senso do uso do arbítrio para nos conduzir aos caminhos que nos levará de volta à presença do Senhor em honra e glória.

Muitos aspectos da vida trazem alegria e outros, tristeza. Essas experiências nos ajudam a aprender a distinguir o bem do mal e a fazer escolhas corretas. Deus o influencia a fazer o bem e a segui-Lo, enquanto Satanás o tenta a ignorar Deus e pecar (pecado é escolher conscientemente fazer o que é errado ou não fazer o que é certo).

Quando você escolhe seguir o Salvador e guardar Seus mandamentos, você cresce em sabedoria e força de caráter. Pode ainda experimentar a alegria até mesmo em tempos de dificuldades, enfrentar os desafios da vida com um espírito de paz.

Deus se importa com você e vai ajudá-lo a fazer escolhas corretas, mesmo que sua família e seus amigos usem o arbítrio deles de um modo que não seja correto, como beber, fumar e tantos outros. Tenha a coragem moral de permanecer firme na obediência à vontade do Senhor, mesmo que tenha que ficar sozinho(a). Ao fazer isso, dará um exemplo para os outros seguirem.

Nunca se esqueça que embora tenha a liberdade de escolher seu curso de ação, você não tem a liberdade de escolher as consequências. Seja para o bem ou para o mal, as consequências são o resultado natural das escolhas que faz. Então, use arbítrio com responsabilidade.

 

*Jornalista e Professor                       

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370