Caldeirão Político

Quinta-feira, 14 de Outubro de 2021, 07h:48

Homem admite ter assassinado amante da esposa, mas vai continuar em liberdade

Faca e carro usados no crime serão apresentados à polícia nesta quinta-feira (13)

Campo Grande News/Adriano Fernandes e Miriam Macha

João Vitor Rodrigues se apresentou à polícia na tarde desta quarta-feira (13) e admitiu ter assassinado o suposto amante de sua esposa, Admir Acosta, de 54 anos, na noite de ontem (12), em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande. Apesar da confissão o suspeito vai responder pela acusação de homicídio em liberdade, pois não houve flagrante.

Em depoimento ao delegado Nicson Lenon Cruz Galisa, acompanhado de um advogado o suspeito contou que era alvo frequente de provocações da vítima. Ainda segundo o suspeito, Admir tinha o hábito de andar armado com um revólver. Na noite do crime, diante de mais provocações e achando que a vítima estava armado, João Vitor atropelou Admir e, na sequência, ainda desferiu vários golpes de faca no pescoço do homem. A esposa da vítima flagrou o assassinato.

 

De acordo com o delegado, amanhã João Vitor retornará na delegacia para apresentar a faca e o veículo usados no crime. Mais detalhes sobre o depoimentos do suspeito não foram divulgados, para não atrapalhar a investigação.

"Há princípio ele vai responder em liberdade pelo crime de homicídio simples, mas isso pode mudar, caso sejam identificadas outras qualificadoras ao longo da investigação. A princípio, não há indícios que resultem em uma prisão em flagrante", conclui o delegado.

O crime - De acordo com as informações do registro policial sobre o caso, foi a própria mulher de Admir, quem informou que o marido, supostamente, mantinha uma relação extraconjugal com a esposa de João Vitor. Ela contou que estava limpando a residência, quando o marido foi jogar entulho em um terreno baldio, entre as ruas Rio Grande do Norte e Alexandre de Castro, por volta de 19h50.

A esposa conta que o marido foi andando até o terreno, que fica na mesma rua da casa do casal e na sequência, flagrou João Vitor Rodrigues atropelando a vítima. Admir caiu no chão, então, João Vitor desceu e desferiu vários golpes de faca no pescoço dele. A vítima não resistiu e morreu no local


Fonte: Jornal do Ônibus

Visite o website: jornaldoonibusms.com.br